A morte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1482 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE UNAÍ – FACISA

Curso: Serviço Social
Nome: Daniela Rodrigues Militão
Disciplina: Ètica
Prof(a): Abadio Oliveira
Data: 18/12/2011

A MORTE

1. A morte como enigma

A morte é o destino de todos os seres vivos, só o homem tem consciência da própria morte. Por se perceber finito, o homem aguarda com ansiedade o que poderá ocorrer após a morte. Acrença na imortalidade, na vida após a morte, simboliza bem a recusa da própria destruição e o anseio de eternidade.
A morte daqueles que amamos e a iminência da nossa própria morte estimula a crença a respeito da imortalidade. Segundo Jaspers, "existe algo em nós que não se pode crer suscetível de destruição". Por isso é inevitável que desde o início da cultura humana o recurso à fé religiosatenha aplacado o temor diante do desconhecido. A consciência religiosa tem oferecido um conjunto de convicções que orientam o comportamento humano diante do mistério da morte: quer seja pelos rituais de passagem dos primitivos quer seja nas religiões mais elaboradas, pelos preceitos do viver terreno para garantir melhor destino à alma. Por isso, a angústia da morte tem levado à crença naimortalidade e na aceitação do sobrenatural, do sagrado, do divino.

2. As mortes simbólicas

O homem não tem, contudo, consciência apenas da morte enquanto fim da sua vida. O conceito de finitude o acompanha em tudo que faz: é significativa a imagem mítica do deus Cronos (Tempo) devorando os próprios filhos.
A morte, como clímax de um processo, é antecedida por diversas formas de "morte"que permeiam o tempo todo a vida humana. O próprio nascimento é a primeira morte, no sentido de ser a primeira perda, a primeira separação. Rompido o cordão umbilical, a antiga e cálida simbiose do feto no útero materno é substituída pelo enfrentamento do novo ambiente. A oposição entre o velho e o novo, explica a angústia do homem diante do seu próprio dilaceramento interno: ao mesmo tempo queanseia pelo novo, teme abandonar o conforto e a segurança da estrutura antiga a que já se habituou.
Os heróis, os santos, os artistas, os revolucionários são sempre os que se tornam capazes de enfrentar o desafio da morte, tanto no sentido literal como no simbólico, por serem capazes de construir o novo a partir da superação da velha ordem.

3. A filosofia e a morte

No diálogo Fedon,Platão descreve os momentos finais da "vida de Sócrates antes de sua execução, quando discute com os discípulos a respeito da ligação entre corpo e alma. Sendo o corpo um estorvo para a alma, a serenidade do sábio diante da morte é o reconhecimento de que a separação significa a libertação do espírito.
No decorrer da história da filosofia, muitas vezes os pensadores trataram explicitamente arespeito da morte e da imortalidade da alma, mas essa questão está na raiz de toda filosofia e, mesmo quando não se discute diretamente sobre a morte, ela se situa no horizonte de toda reflexão filosófica. É nesse sentido que Platão afirma ser a filosofia uma meditação da morte, e Montaigne diz que "filosofar é aprender a morrer". Pois se a filosofia é uma das formas da transcendência humana, pelaqual refletimos a respeito de nossa existência e destino, a discussão sobre a morte não lhe pode ser estranha.
Segundo Heidegger, o ser como possibilidade, como projeto, o introduz na temporalidade. Isso não significa apenas que o homem tem um passado e um futuro e que os momentos se sucedem passivamente uns aos outros; significa que o futuro se revela como aquilo para o qual a existência éprojetada e que o passado é aquilo que a existência transcende. O existir humano consiste no lançar-se continuo às possibilidades, entre as quais se encontra justamente a situação-limite representada pela morte, a qual possibilita o olhar crítico sobre o cotidiano. É nesse sentido que podemos considerar o homem como um "ser-para-a-morte".
Para Heidegger, só o homem autêntico enfrenta a angústia e...
tracking img