A moreninha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2324 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Moreninha
(Joaquim Manuel de Macedo (1820-1882) )
      Biografia do autor
      Macedo inaugurou o chamado romance urbano, aquele que tem como cenário a cidade grande.
      Nasceu em ltaboraí (RJ). Diplomou-se em medicina, mas nunca exerceu a profissão. Foi professor do Colégio Pedro II, a instituição de ensino mais conceituada daquele estado na época. Exerceu duas vezes o cargo dedeputado, foi também poeta, jornalista, historiógrafo, além de professor e escritor de livros didáticos.
      Macedo escreveu muito ao longo de 36 anos de carreira: 18 romances, 16 peças de teatro, um livro de contos, entre outras obras. Consta que o editor lhe pagava 200 mil reis por romance acabado, o que era pouco, mesmo para quem não vivia só das letras. De sua vasta produção, os dois romancesmais conhecidos - A Moreninha e O Moço Loiro - registram os costumes da sociedade carioca do tempo, com personagens extraídas da faixa social a que pertencia o romancista e sobre a qual escrevia: a burguesia. Assim, desfilam em seus romances o estudante conquistador, a moça apaixonada e namoradeira, o galã irresistível, a. criada intrometida, as solteironas nos seus namoros... Macedo atendia àexpectativa do leitor burguês, encantado com histórias de amor que ocorriam nos cenários que lhe eram conhecidos e onde se via retratado como protagonista.
      José de Alencar, nosso mais importante prosador romântico, considerava Macedo "um mestre". Nessa época iniciou-se, entre os escritores, uma convivência que contribui para a formação de uma literatura nacional.
      O público consumidor daobra de Macedo era predominantemente o público feminino. Um costume muito comum daquele tempo era a leitura feita em voz alta, para várias pessoas, em torno da mesa da sala de jantar. O estilo de Macedo harmonizava com esse costume: sua narrativa fácil, com alguns toques de humor, sem análises profundas, sem resvalar para situações trágicas, possibilitava uma leitura desembaraçada, ágil. Essesfatores garantiram-lhe imensa popularidade: A Moreninha, além de ser um dos romances mais lidos de nossa literatura, foi ainda adaptado para o cinema, o teatro e a televisão.
      Morreu no Rio de Janeiro, em 1882.
      Análise
      Considerado por muitos críticos como um romance apenas curioso e somente importante do ponto de vista histórico,
      A Moreninha (1843) tem atravessado as décadas,e continua atingindo um público diversificado mais de cem anos depois, convertido para a televisão, cinema, histórias em quadrinho. Entre romances escritos em pleno Romantismo, chega a ser quase inexplicável a permanência dessa obra produzida por Macedo aos 23 anos. Uma analise estrutural, que consulte o processo de montagem da composição, pode fornecer uma visão de como os elementos aí seorganizam para formar uma obra de gosto popular onde a ideologia da comunidade se reencontre. Sob vários aspectos A Moreninha cristalizou melhor que muitos outros textos do Romantismo, incluindo outros romances de Macedo, uma serie de procedimentos formais e estéticos que garantem o sucesso da narrativa fixada entre o mito e a literatura.
      Cruzamento da lenda e do romance
      a) No passado:história do menino e da menina na praia se prometendo amor e casamento, selando a promessa com um ritual realizado pelo velho.
      b) No passado lendário: com a lenda de Aoitim e seu amor pela índia. Aí reduplica a história de Augusto/Carolina.
      c) No presente: a balada contada pela Moreninha sobre o rochedo, que efetiva a fusão das versões anteriores iniciando mais claramente o rumo dapersonagem ao cumprimento da promessa (do passado) e do presságio (da lenda).
      Há um sistema de trocas em vários planos. Veja os diversos lances desse sistema de trocas:
      a) o menino dá uma concha do mar à menina, e com este objeto ele substitui a boneca que o primo da menina havia quebrado. Por meio deste objeto, ele se relaciona emocionalmente com a menina.
      b) a seguir o menino...
tracking img