A moral na coiedade urbana e rural

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2172 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Novos conceitos de urbano e rural: a uma nova idéia de ruralidade
Moacir da Cruz Rocha * (UNAMA)
INTRODUÇÃO
As concepções do desenvolvimento rural foram sendo modificadas na medida em que se passou a perceber com maior clareza a complexidade e diversidade da realidade e se evidenciam as restrições e possibilidades do alcance de suas explicações. As sociedades rurais apresentaram mudançasestruturais, devidas em boa parte ao modelo de desenvolvimento global.
Estas mudanças fazem com que tenhamos que rever e analisar o rural de forma diferente e, nesta medida, questionar as concepções tradicionais tanto do urbano quanto do rural.
O desenvolvimento rural é entendido hoje, em um sentido amplo, como
um processo de melhora do nível do bem-estar da população rural e da contribuição que omeio rural faz de forma mais geral ao bem-estar da população em seu conjunto, seja urbana ou rural, com sua base de recursos naturais.[1]
Por sua vez, o meio rural é um conjunto de regiões ou zonas (território) cuja população desenvolve diversas atividades ou se desempenha em distintos sectores, como a agricultura, o artesanato, as indústrias pequenas e médias, o comércio, os serviços, o gado, apesca, a mineração, a extração de recursos naturais e o turismo, entre outros.
Em tais regiões ou zonas há assentamento que se relacionam entre si e com o exterior, e nos quais interagem uma série de instituições, públicas e privadas.
O rural transcende o agropecuário, e mantém elos fortes de intercâmbio com o urbano, na provisão não só de alimentos mas também de grande bens e serviços, entre osquais vale a pena destacar a oferta e cuidado de recursos naturais, os espaços para o descanso, e os contribuições à manutenção e desenvolvimento da cultura.
A CONTRAPOSIÇÃO URBANO/RURAL: UMA NOVA IDÉIA DE RURALIDADE
A idéia de progresso surgida no século XVIII da economia clássica, associava a passagem do mundo rural ao urbano com o caminho da civilização moderna e o reconhecimento de que ahumanidade avança do passado ao futuro melhorando. Em outras palavras, passando do atrasado ao moderno, do rural ao urbano, do agrícola ao industrial.
Esta idéia de progresso baseada no século XIX tem como base revolução industrial. Busca dar ênfase nos setores mais produtivos, ou seja, os industriais, apoiando o crescimento destes setores e deixando descansar ali a absorção do emprego e, portanto,a transformação estrutural.
Isto conduziria a uma diminuição do peso e do emprego agrícola no PIB e no emprego total, como resultado das diferenças da produtividade entre a agricultura e a indústria.
Sob esta concepção de progresso econômico, ocorreria a transformação estrutural do rural para o urbano, do agrícola ao industrial, e por fim do atrasado ao moderno. Segundo esta colocação, o ruralse ajusta passivamente e em função de fatores exógenos.
No plano produtivo o comportamento agrícola é residual, e depende das demandas industriais e urbanas. O endógeno no sistema é a urbanização e a industrialização; e o resultado, a modernização tanto em temos técnicos como no sistema de idéias e valores.
Se for concebido o rural como o local, autárquico, fechado, com pautas sócio-econômicase valores próprios, uma estrutura social a partir da propriedade da terra entendida como a territorialização do agrícola, teria como resultado o fato de que o progresso é a absorção do rural, os ajustes são exógenos e passivos, o agrícola tem um comportamento residual.
Porém, esta velha visão do rural já não pode ser mais sustentada[2]. Não se trata de apagar a suposta linha divisória entre orural e o urbano, nem de sua equivalência ao atrasado e o moderno.
É necessário visualizar um esquema de desenvolvimento e de mudança da sociedade em um sentido diferente. É mais pertinente tratar de ver a estreita interdependência do mundo rural com o resto da economia e com o meio urbano em particular.
As relações econômicas se estabelecem através de fluxos comerciais de bens agrários e...
tracking img