A mentira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1946 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Qual será o real motivo para alguém mentir? Uma pessoa já nasce dissimulada? Os pais podem ser culpados se criam uma criança que no futuro será um adulto mentiroso?
Todas essas questões serão discutidas mais adiante, iremos conhecer os casos e as hipóteses sobre a mentira. Baseado nos estudos de Freud, Eva Illouz e Anna Freud, vamos aprofundar assuntos que possam nos explicar sobrea origem da dissimulação, ver pontos de vista de diferentes autores, e por fim uma síntese sobre a atualidade que poderá responder a nossa questão inicial.
Veremos que existem os mentirosos de criação, como também aqueles que apenas buscam alcançar seus objetivos e para isso se aproveitam de mentiras para se sair bem.

“A mentira é uma verdade que se esqueceu de acontecer”

(Mário Quintana)Pseudolalia
A Pseudolália é uma patologia psicológica, uma compulsão que vem de um longo costume de mentir. É um problema psicológico, onde a pessoa perde a noção do que é real e fantasia, e acaba por acreditar em suas próprias mentiras. Aos poucos vai perdendo a consciência da gravidade, porque o real não existe mais, e aos poucos criam mais mentiras para cobrir as mentiras anteriores.
Apessoa que sofre de pseudolalia é capaz de criar histórias e personagens que nunca existiram, quando alguém desconfia de suas histórias, em alguns casos, a pessoa demonstra certa agressividade.

Mitomania

A Mitomania é uma patologia, relativamente voluntária e consciente, da mentira. Normalmente os mitomaníacos mentem acerca de assuntos específicos de suas vidas, mas em casos mais graves essasmentiras podem se alastrar para as mais diversas áreas.

O mitomaníaco não possui consciência plena em suas palavras e tentam, por meio de mentiras, iludir os outros com o intuito de suprir aquilo que lhe falta. Por exemplo, uma pessoa de baixa renda que se relaciona com pessoas de renda maior pode mentir sobre sua vida, contar sobre viagens que realizou, sobre bens que possui, somente para sesentir melhor e mais incluído àquele grupo.

Deste modo, podemos entender que o modo que o mitomaníaco age é bem diferente do mentiroso e do fraudador, pois ele não mente com o intuito de prejudicar, mas sim com o intuito de fantasiar para si. Eles contam histórias e ao mesmo tempo acreditam nelas. Serve como anteparo para as próprias angustias.

Ele tem, de certa forma, a necessidade deacreditar nessas fantasias para sentir-se melhor consigo mesmo. Para ele é melhor acreditar na sua fantasia que no mundo exterior.

Dessa forma não podemos rotular o mitomaníaco como um mentiroso compulsivo. A mitomania é uma doença que, se não tratada da forma correta, pode causar sérios transtornos ao individuo.
Normalmente essa patologia se desenvolve em pessoas com necessidade demasiada de atençãoe apreço. Pessoas com baixa autoestima tendem a se tornarem mitomaníacos. O individuo acaba por ter vergonha de sua vida e usa da mentira como fuga.

Vários casos de mitomania acabam por levar ao suicídio, na maioria dos casos relacionado à depressão.

A MENTIRA SEGUNDO SIGMUND FREUD

Segundo Freud, podemos analisar as pessoas que sofrem desse mal como seres que possuem fetiche, idealizamdeterminado objeto e são capazes de tudo para conseguir. Existe uma idealização do EU que é mais forte que o próprio ser. O ID impulsiona a pessoa a agir de alguma forma para conseguir o que quer. Assim ela passa a mentir. Por exemplo, quando uma menina entra em um colégio novo e quer fazer novos amigos, ela procura de adequar aos costumes e adquirir uma postura semelhante às daquelas pessoas, paraser incluída nesse novo círculo social. Quando ela nota que eles curtem um estilo de música que ela nunca ouviu, ela pode mentir que tem cd’s desse estilo em casa, para que eles se interessem por ela ao ver que compartilha do mesmo gosto. Assim entramos num conceito de massa, que quanto mais pessoas idealizam um mesmo objeto, mais pessoas vão aderir a esse objeto.
No entanto, essas pessoas...
tracking img