A literatura africana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1203 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de junho de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
A literatura africana


A África possui uma rica e variada literatura que foi se desenvolvendo através dos tempos. Sua literatura escrita esteve sempre em débito a literatura oral, na qual se incluem os contos populares, frutos da imaginação popular cujos personagens mais famosos são a tartaruga, a lebre e a aranha,difundidos por todo o continente e também no Caribe, Estados Unidos e Brasil, como resultado do tráfico de escravos africanos. É importante ressaltar que cada país africano traz uma herança cultural diferente e não podemos considerar a literatura do continente como um todo.
As reminiscências orais sempre tiveram um desempenho importante para a preservação do legado cultural, formando um conjuntovivo de lembranças e memórias, tornando essa simbologia um patrimonio compartilhado entre os membros de uma sociedade. Nos trânsitos das narrativas, um dos caminhos que permitem a imersão nas manifestações culturais está na transmissão oral, e ao ouvir atentamente como são contadas as historias revelam-se as identidades daquele espaço. 
No continente africano, uma das grandes ferramentaspresentes para a perpetuação da força do verbo está nos encontros sociais “serões”, momentos particulares em que o ancião revela aos membros as histórias daquele clã, e imbuído nessa comunicação grupal, são passados valores, responsabilidades, crenças que estão na dinâmica social.
Ao falarmos de África muitas vezes caímos na ideia eurocêntrica, de um continente atrasado, limitado, estanque diante dotempo, uma imagem disseminada no imaginário das pessoas que está arraigada até os dias atuais. No entanto, a multiculturalidade está presente em varias áreas do saber africano, podemos presenciar nos ensinamentos, nas urdiduras vestais, nas manifestações corporais. Na áfrica tudo transmite um saber e nesse acúmulo, existem diferentes formas de comunicar-se. No conto africano, a simplicidadetemática, com o desenvolvimento linear dos eventos em torno de uma linha de força, o espaço e o tempo discursivamente breves, contribuem para que o receptor/público memorize mais facilmente a narrativa. Trata-se de um processo comunicativo, com regras específicas de transmissão do saber, regras que são contextualizadas, ou seja, referidas às modalidades discursivas próprias da cultura em que se verificaa efabulação. No plano do discurso, a quase ausência de descrição das ações e/ou das personagens, o predomínio da narração e da estrutura dialogal, permite ao recitador centrar a sua narrativa nas funções nucleares. Para que este não se afaste do núcleo das peripécias, são necessárias técnicas especiais de memorização. 
No espaço geográfico africano, existem diversas etnias, cada uma possuisua cultura, com diferentes nos códigos gráficos onde podem ser utilizados nos âmbitos internos ou dialogando. O que vemos aqui nos contos explorados é justamente essa simplicidade temática, e com certeza essa rápida memorização dos contos, certamente a criança ao ler o conto do gato e do rato, irá memorizar rapidamente o objeto de discórdia entre eles. 
A primeira literatura escrita aparece nonorte da África e, assim como as obras do teólogo cristão Santo Agostinho e do historiador islâmico do século XIV Ibn Khaldun, apresenta fortes vínculos com as literaturas latina e árabe.

As primeiras obras escritas da África ocidental datam do século XVI e são fruto do trabalho de eruditos islâmicos sudaneses como Abd-al Rahman al-Sadi e Mahmud Kati. A primeira poesia escrita era decaráter religioso e o poeta mais relevante foi AbdulAh ibn Muhammed Fudi.
Na África oriental  também nota-se a influência dos modelos árabes. Uma historia anônima da cidade-estado Kilwa Kisiwani, escrita por volta de 1520 em árabe, é o primeiro exemplo conhecido desta literatura. A primeira obra conhecida em swahili é o poema épico Utendi wa Tambuka (História de Tambuka), que data de 1728. Em...
tracking img