A linguagem do modernismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (992 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Capitulo 1.

História social do modernismo
O espírito da arte moderna está em busca de uma expressão artística nova, com a mentalidade do novo século libertando-se das amarras do passado.

O Pré-Modernismo
A literatura brasileira do século XX, atravessava um período de mudança. De um lado a influencia de uma literatura do passado, de outro, se preparava para uma nova renovação modernista. Essamudança passa a se chamar Pré-Modernismo.
No inicio do século XX vários escritores da literatura antiga estavam vivos, escrevendo e publicando em quanto isso surgiram novos escritores mesmo presos nomovimento artístico europeu, chamados de vanguardas européias que estimularam o modernismo brasileiro.

As novidades
Apesar dos autores pré-modernistas estarem presos ao romance realista-naturalista eda poesia simbolista, duas novidades em suas obras podemos observar.
O interesse pela realidade brasileira:
A preocupação central desses autores era abordar o homem universal, sua condição e seusanseios. Aos escritores pré-modernistas, ao contrário, interessavam assuntos do dia a dia dos brasileiros, originando-se, assim, obras de nítido caráter social. Graça aranha, por exemplo, retrata em seuromance Canaã a imigração alemã no Espírito Santo; Euclides da Cunha, em Os sertões, aborda o tema da guerra e do messianismo em Canudos, no sertão da Bahia; Lima Barreto detém–se a análise daspopulações suburbanas do Rio de Janeiro; Monteiro lobato descreve a miséria do caboclo na região decadente do Vale do Paraíba , no Estado de São Paulo. A exceção está na poesia de Augusto dos Anjos, que foge aesse interesse social.
A busca de uma linguagem mais simples e coloquial:
Embora não se verifique na obra de todos os pré-modernistas, essa preocupação é explícitas na prosa de Lima Barreto erepresenta um importante passo para a renovação modernista de 1922. Lima Barreto procurou “escrever brasileiro”, com simplicidades. Para isso, teve de ignorar muitas vezes as normas gramaticais e de...
tracking img