A lenda da vitoria regia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (618 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A lenda da vitória-régia
A enorme folha boiava nas águas do rio. Era tão grande que, se quisesse, o curumim que a contemplava poderia fazer dela um barco. Ele era miudinho, nascera numa noite degrande temporal. A primeira luz que seus pequeninos olhos contemplaram foi o clarão azul de um forte raio, aquele que derrubara a grande seringueira, cujo tronco dilacerado até hoje ainda lá estava.“Se alguém deve cortá-la, então será meu filho, que nasceu hoje", falou o cacique ao vê-la tombada depois da procela. Ele será forte e veloz como o raio e, como este, ele deverá cortá-la para fazer o ubácom que lutará e vencerá a torrente dos grandes rios..."

Talvez, por isso, aquele curumim tão pequenino já se sentisse tão corajoso e capaz de enfrentar, sozinho, os perigos da selva amazônica.Ele caminhava horas ao léu, cortando cipós, caçando pequenos mamíferos e aves: porém, até hoje, nos seus sete anos, ainda não enfrentara a torrente do grande rio, que agora contemplava.

Observandobem aquelas grandes folhas, imaginou navegar sobre uma delas, e não perdeu tempo. Pisou com muito cuidado - os índios são sempre muito cautelosos- e, sentindo que ela suportava o seu peso, sentou-sedevagar, e com as mãozinhas improvisou um remo. Desceu rio abaixo.

É verdade que a correnteza favorecia, mas contudo, por duas vezes quase caiu. Nem por isso se intimidou. Navegou no seu barco vegetalaté chegar a uma pequena enseada onde avistou a mãe e outras índias que, ao sol, acariciavam os curumins quase recém-nascidos embalando-os com suas canções, que falam da lua, da mãe-d'água, do sol ede certas forças naturais que tanto temem.
Saltando em terra, correu para junto da mãe, muito feliz com a façanha que praticara:

"Mãe, tenho o barco. Já posso pescar no grande rio?"

"Um barco?Mas aquilo é apenas um uapé: é uma formosa índia que Tupã transformou em planta."

"Como, mãe? Então não é o meu barco? Você sempre me disse que eu um dia haveria de ter meu ubá..."

"Meu...
tracking img