A lei sarbanes-oxley

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (269 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A lei Sarbanes-Oxley foi criada em 30/07/2002, em decorrência aos vários escândalos ocorridos em grandes empresas norte-americanas, com o objetivo de recuperar a confiança dosinvestidores e evitar uma descapitalização das empresas daquele país. Através dessa lei, estabelece uma maior transparência na divulgação de informações econômico-financeiras, um maior rigornos procedimentos de controle interno, ou seja, a área da auditoria interna, devido ao grau de detalhamento dos processos, e atribui maior responsabilidade aos principais gestores ealtos executivos, para comprovação dos números informados nas demonstrações.
Com a implantação dessa Lei, fica realmente constatado que ocorrem algumas alterações na governançacorporativa. Atuar na governança corporativa diante essa Lei é apresentar transparência das áreas fiscais e de controladoria das organizações, traçando um paralelo com as prestações de conta.A Lei prevê algumas normas a serem publicadas com prazos estipulados, que inclui penas de prisão de até vinte anos. Dentre essas normas, passaram a ser exigidas características deconfiabilidade e disponibilidade dos sistemas e aplicativos que apresentam informações que indiquem a situação da organização no momento em que são acessadas.
Tecnicamente a LeiSarbanes-Oxley, apresenta um rol de responsabilidades e sanções e ficam proibidas as práticas contábeis que possam expor qualquer sociedade anônima a um risco sem provisiona mento prévio etambém os empréstimos para os membros do conselho da administração e diretoria.
De um modo geral, essa Lei conduz os negócios com ética, transparência, boa fé, lealdade e veracidade, afim de reduzir os riscos corporativos, que potencializa os investimentos realizados nas atividades de negócio, minimizando proativamente a possibilidade de serem afetados por eventos.
tracking img