A internet e as redes sociais na promoção da inclusão digital e integração social de pessoas com deficiência intelectual.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1702 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA
(AMARÍLIS COUTO QUINTAL)

A INTERNET E AS REDES SOCIAIS NA PROMOÇÃO DA INCLUSÃO DIGITAL E INTEGRAÇÃO SOCIAL DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL. ESTUDO DE CASO.

Rio de Janeiro
2010

AMARÍLIS COUTO QUINTAL

A INTERNET E AS REDES SOCIAIS NA PROMOÇÃO DA INCLUSÃO DIGITAL E INTEGRAÇÃO SOCIAL DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL. ESTUDO DE CASO.Projeto apresentado como segunda Avaliação a Distância – AD2, na disciplina Metodologia para Estudo de Caso, na modalidade a distância na Universidade do Sul de Santa Catarina..

Orientadora: Professora MSc.Ruth de Farias Coral.

Rio de Janeiro
2010
1 TEMA

A evolução tecnológica, responsável pela produção de uma quantidade inimaginável de informação, causada pelo ciclo derealimentação do conhecimento, gerou a denominada “sociedade da aprendizagem, onde aprender tornou-se o núcleo da emancipação humana, com novo e importante significado social às expressões inclusão e exclusão digital.
Neste contexto somou-se à longa lista de discriminações existentes contra as pessoas com necessidades educacionais especiais, a de excluídos digitais.
É vasta a relação de necessidadeseducacionais especiais e de projetos visando formas de proceder a inclusão digital dessas pessoas, tais como o desenvolvimento de hardware adaptado ou de softwares dedicados. Este trabalho visa, especificamente, a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), por meio da Internet e suas redes sociais, para promover a inclusão digital de pessoas com deficiência intelectual, facilitando suaintegração à sociedade.

1.1 TEMA ESPECÍFICO

Diante do exposto sobre a evolução tecnológica e as novas formas de inclusão/exclusão, chamadas digitais, o trabalho enfoca “A Internet e as Redes Sociais na promoção da Inclusão Digital e Integração Social de pessoas com deficiência intelectual.” Estudo de Caso.


1.2 JUSTIFICATIVA

Cumprindo a diretriz constitucional (art. 208,§ 1º, III)que determina a integração das pessoas com necessidades especiais no campo da aprendizagem e a Política Governamental que abrange o reconhecimento das crianças, jovens e adultos especiais cidadãos e de seu direito de estarem integrados na sociedade o mais plenamente possível, o Plano Nacional de Educação (2001-2010) prevê (inciso 14, subitem 8.3) a ampliação do fornecimento e uso dos equipamentos deinformática como apoio a aprendizagem do educando com necessidades especiais.
Portanto, apesar da preocupação do Governo no lançamento de diretrizes para fazer cumprir nossa Carta Magna, o realizado ainda está muito aquém das expectativas almejadas.
Inserir o educando com necessidades especiais em sala de aula comuns, ou regulares, sem a preparação do corpo docente, das turmas de alunosregulares e de seus familiares, não só os constrange como também acentua as diferenças existentes, inibindo e desestimulando o processo da aprendizagem.

1.3 PROBLEMATIZAÇÃO

Contando com 6 anos de experiência em outro público com necessidade de inclusão digital, os idosos, levando-se em consideração que esse grupo possui forte semelhança com o grupo de estudo, haja vista passarem por um processosemelhante de rejeição ao aprendizado das novas tecnologias por sua dificuldade em lidar com elas, seu constrangimento em admitir a falta de habilidade para lidar com as TIC frente aos familiares e grupo de convivência, de uma geração que nasceu sob a égide da evolução tecnológica, embora reconhecendo sua necessidade, este trabalho visa o aproveitamento da experiência para promover uma maiorintegração social e a inclusão digital de um pequeno grupo de jovens educandos com deficiência intelectual moderada.
O grupo composto por 3 jovens, na faixa etária dos 20 aos 21 anos, freqüentadores do 7º e 8º ano do ensino fundamental em uma escola de ensino comum, ou regular. Possuem as seguintes características em comum:
- forte rejeição ao aprendizado de informática em sala de aula;
-...
tracking img