A interdisciplinaridade na educação infantil através das artes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 7 (1521 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 28 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL
UNIDADE DE MONTENEGRO
GRADUAÇÃO EM MÚSICA: LICENCIATURA








ORIENTADORES: Carlos Modinger, Marli Sitta



PAULO ULRICH










A INTERDISCIPLINARIEDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL ATRAVÉS DAS ARTES



PROCESSOS DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA










Montenegro

Junho 2012

Esta pesquisa teve como ponto departida, verificar se a interdisciplinaridade com ênfase nas artes, está presente no plano pedagógico das escolas de educação infantil e como os professores conseguem desenvolve-la na sua grade curricular.
Os temas transversais e particularidades de cada disciplina deveriam incluí-la junto ao conteúdo de aula, assim como está nos PCNs. Embora por diversos motivos e questões nem sempre sãoabordado pelos professores.
Num primeiro momento a pesquisa aborda o uso das artes na educação infantil. Seguindo, se as atividades artísticas estão sendo voltadas somente para a recreação ou para o desenvolvimento dos valores humanos.
Segundo Jairo Gonçalves Carlos:


No final da década de 60, a interdisciplinaridade chegou ao Brasil e logo exerceu influência naelaboração da Lei de Diretrizes e Bases Nº 5.692/71. Desde então, sua presença no cenário educacional brasileiro tem se intensificado e, recentemente, mais ainda, com a nova LDB Nº. 9.394/96 e com os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN).


Com a influência da legislação nas propostas curriculares, a interdisciplinaridade chegou às escolas, principalmente no discurso e na prática dosprofessores.
De fato, não há como desviar-se do amplo quando falamos em junção de diferentes áreas do saber, que as disciplinas sempre se interligam de algum modo sabemos, porém ao tentarmos deter-nos apenas na educação através da arte, nos deparamos com outro fator que instiga-nos, que é a busca da educação reflexiva e de formação dos valores, evidenciada no pensamento de Paulo Freire:Seria necessário ampliar o acesso aos vários níveis de escolaridade, buscando formar cidadãos ao invés de apenas visar o mercado de trabalho, como acontece atualmente. Uma escola, para cumprir sua formação de transformadora da sociedade, precisa antes de tudo investir na formação integral do sujeito, para que este possa ser o sujeito desta transformação. Defendemos aqui a visãode escola como formadora para a vida, que valorize a realidade do seu educando a fim de possibilitar a ele a construção de conhecimentos que lhes sirvam de suporte na busca de uma formação integral. (FREIRE, 1996).


Em um segundo momento verificaremos como este conteúdo está sendo trabalhado. Sugeridos pelo PCNs, e abordados nos temas transversais como ética, os valores humanos buscam aexcelência dos estudantes em dois níveis: caráter e conhecimento. O conhecimento refere-se aquele já trabalhado em sala de aula, dos conteúdos. Já o caráter é aquele que atuam através dos valores da paz, do amor, da ação correta e da não violência.
Há um projeto de um educador indiano, Sathya Sai Baba, chamado de “Educação em Valores Humanos” (EVH) e visa à formação integral do estudante, eque trabalha com técnicas para ajudar a desperta-los. O programa foi criado em 1963. Em 1978 é adotado pelo governo da Índia e implementado em diversas escolas públicas. No Brasil a primeira experiência escolar ocorreu em 1995 no Rio de Janeiro. Desde seu princípio o programa foi difundido em todas as partes do mundo e é praticada por educadores em diversos cenários culturais.
Sai Baba dizque essa filosofia educacional não tem nada de novo, apenas recupera conceitos de educação propostos na antiga Grécia e Índia.
Atualmente o foco dos professores e escolas tem sido como tornar a grade curricular mais interessante para os alunos. Visto que um dos principais problemas é a falta de interesse destes em relação à maior parte das disciplinas. Além disto, o comportamento,...
tracking img