A inclusão de crianças com necessidades especiais

Páginas: 12 (2930 palavras) Publicado: 11 de outubro de 2011
A INCLUSÃO DE CRIANÇAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS NA REDE REGULAR
Rio de Janeiro/2002

I – INTRODUÇÃO
A atual lei de Diretrizes e Bases (nº9394) trata a Educação Especial como uma modalidade de educação escolar voltada para a formação do indivíduo, com vistas ao exercício da cidadania, que deve se realizar transversalmente, permeado a todos os níveis e demais modalidades de ensino nasinstituições escolares.
Em 1990 surge o movimento em prol da sociedade inclusiva iniciado pelas Nações Unidas, mediante a resolução desse organismo em defesa de uma Sociedade para todos, configurando assim a normativa universal que fundamenta a implantação da inclusão. Essa abrangência foi definida no âmbito educacional, em 1994, por meio do conhecido Encontro de Salamanca (Espanha) resultando odocumento ‘DECLARAÇÃO DE SALAMANCA", assinado por diversos paises. Tal documento, que marcou época, determina a transformação das instituições educacionais em Escolas para Todos, que têm como princípio orientador à inclusão de todo o aluno, em seu contexto educacional e comunitário.
Contempla essa Declaração a necessidade de implementação de uma pedagogia voltada para a diversidade e necessidadesespecíficas do aluno em diferentes contextos, com a adoção de estratégias pedagógicas diferenciadas que possam beneficiar a todos os alunos.
A Secretária de Educação Especial tem por objetivo "garantir a educação dos alunos com necessidades educacionais especiais, preferencialmente na rede regular de ensino", estimulando e oferecendo apoio a projetos de implementação da educação inclusiva, visandoinvestigar e buscar soluções apropriadas e significativas para as diferentes manifestações de uma realidade tão ampla e sócio-culturalmente diversificada como a nossa.
Por Educação Inclusiva se entende o processo de inclusão dos portadores de necessidades especiais ou de distúrbio de aprendizagem na rede comum de ensino em todos os seus graus, da pré-escola ao quarto grau.
Através dela se privilegiamos projetos de escola que devem pautar-se em princípios éticos, políticos e estéticos de modo a assegurar a preservação da dignidade humana, a busca da identidade a igualdade de oportunidades e o exercício da cidadania.

II – A ESCOLA INCLUSIVA
As escolas tradicionais não dão conta das condições necessárias às mudanças propostas por uma educação aberta às diferenças, pois não são concebidaspara atender à diversidade e têm uma estrutura rígida e seletiva no que diz respeito à aceitação e a permanência de alunos que não atendem às suas expectativas acadêmicas clássicas e conteudistas.
Existe um consenso emergente de que crianças e jovens com necessidades educacionais especiais devem ser incluídas em arranjos educacionais feitos para a maioria das crianças. Isto levou ao conceito deescola inclusiva. O desafio que confronta a escola inclusiva é no que diz respeito ao desenvolvimento de uma pedagogia centrada na criança e capaz de bem-sucedidamente educar todas as crianças, incluindo aqueles que possuam desvantagem severa.
Investimentos em escolas especiais existentes deveriam ser canalizados a este novo e amplificado papel de prover apoio profissional às escolas regulares nosentido de atender às necessidades educacionais especiais. Uma importante contribuição às escolas regulares que os profissionais das escolas especiais podem fazer refere-se à provisão de métodos curriculares às necessidades individuais dos alunos.
Escolas especiais podem servir como centro de treinamento e de recurso para os profissionais das escolas regulares

III – PEDAGOGIA CENTRADA NACRIANÇA
Educação Especial incorpora os mais do que comprovados princípios de uma forte pedagogia da qual todas as crianças possam se beneficiar. Ela assume que as diferenças humanas são normais e que, em consonância com a aprendizagem de ser adaptada às necessidades da criança, ao invés de se adaptar a criança às assunções pré-concebidas a respeito do ritmo e da natureza do processo de aprendizagem....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Inclusão de crianças com necessidades especiais
  • A inclusão de crianças portadoras de necessidades especiais
  • Inclusão de crianças com necessidades especiais na escola
  • A PRÁTICA DA INCLUSÃO DE CRIANÇAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
  • INTEGRAÇÃO E INCLUSÃO DA CRIANÇA COM NECESSIDADES ESPECIAL NO MUNICIPIO DE MAUÁ
  • inclusão de crianças portadoras de necessidades especiais no ambiente escolar
  • Inclusão social escolar em crianças com necessidades especiais
  • A Inclusão Da Criança Portadora De Necessidades Especiais Nas Escolas Regulares

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!