A importancia de westfalia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (859 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O
Tratado
de
Vestfália,
celebrado
em
1648,
marca
o
final
da
Guerra
dos
Trinta
Anos
(1618-­‐1648)
entre
Estados
da
Europa
Central.
Tal
Tratado
é
considerado
um
marco
nahistória
ocidental
por
criar
a
base
do
sistema
internacional
tal
qual
ele
é
visto
pelas
relações
internacionais
até
os
dias
atuais.
Tal
fato
se

por
Vestfália
ser
oprimeiro
tratado
que
buscava
estabelecer
uma
unidade
baseada
na
autoridade
de
que
Estados
possuíam
sobre
seus
próprios
territórios,
respeitando-­‐se
a
soberania
dos
outrosEstados-­‐parte.
Tal
acordo
se
dava
através
de
um
consenso
mútuo,
sem
que
houvesse
nenhum
tipo
de
autoridade
superior
aos
signatários.
Dessa
forma,
privilegiava-­‐se
o
poder
nacional,
emdetrimento
a
outras
formas
de
poder,
configurando-­‐se
um
cenário
no
qual
a
racionalidade
do
Estado,
a
raison
d’État,
se
sobrepunha
a
outras
lógicas.
A
nova
sociedade
deEstados
era,
então,
baseada
na
igualdade
soberana
entre
as
partes
e
na
integridade
territorial.
No
presente
trabalho,
busca-­‐se
explicitar
a
importância
dos
Tratados
a
partir
detrês
vertentes
principais:
religiosa,
legal
e
política.
A
Guerra
dos
Trinta
Anos
teve
sua
origem
em
falhas
que
surgiram
no
tratado
da
Paz
de
Augsburgo,
que
garantia
odireito
dos
príncipes
soberanos
de
determinar
a
religião
de
seus
súditos
de
acordo
com
a
própria
religião
do
monarca.
Porém
o
tratado
não
trazia
nenhuma
especificação
sobre
acaptura
de
cidades,
e
assim
iniciou-­‐se
um
confronto
entre
católicos
e
protestantes
na
Europa
Central.
A
entrada
de
outros
atores
ao
longo
do
conflito
foi
proporcionada
poroutras
razões,
tornando
as
causas
da
guerra
mais
complexas.
No
entanto,
o
Tratado
de
Vestfália
permitiu
que
surgisse
uma
nova
sociedade
de
Estados
mais
sólida,
com
uma...
tracking img