A importancia da oralidade na pratica social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2067 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. A IMPORTÂNCIA DA ORALIDADE NA PRÁTICA SOCIAL
A analise e estudo da oralidade é uma questão de extrema importância no processo de interação verbal, tanto pessoal como profissional, neste sentido é falso dizer que a oralidade privilegia apenas a espontaneidade, o relaxamento, a falta de planejamento, e até o descuido em relação às normas da língua padrão; muito pelo contrário para uma oralidadeeficiente, precisa seguir normas e padrões necessárias para seu uso e verdadeiro entendimento. Neste contexto a uma extrema necessidade de desenvolvermos atividades principalmente nos livros didáticos, pois é um grande instrumento do professor. Partindo do pressuposto de que nas sociedades ocidentais ou ocidentalizadas, usamos a língua cotidianamente, tanto em sua modalidade oral quanto escrita,operando/ passando da fala à escrita e da escrita à fala, tratar os processos lingüísticos de oralidade e escrita sob a ótica de um trabalho interativo, estabelecendo relações entre suas semelhanças, diferenças e, conseqüentemente, as influências exercidas entre os mesmos, poderá ser muito interessante para o processo de ensino a aprendizagem da língua. Segundo Fávero (2003 , p.115)"É necessáriomostrar que há diferentes níveis de fala e escrita, isto é, diferentes níveis de uso da língua, e que a noção de dialeto padrão uniforme é teórica, já que isso não ocorre na prática".
Portanto, é necessária a mediação do professor no sentido de mostrar ao aluno que fala e escrita influenciam-se mutuamente e, também, valorizar a linguagem presente nos textos falados dos alunos como partida para areflexão sobre a língua materna.
Nesse contexto, torna-se necessário o ensino da oralidade, para mostrar as características que a diferencia ou aproxima da escrita no primeiro momento. Segundo Marcuschi (2001, p. 25), oralidade é "uma prática social interativa para fins comunicativos que se apresenta sob variadas formas ou gêneros textuais fundados na realidade sonora; ela vai desde umarealização mais informal a mais formal nos mais variados contextos de uso".
Na definição de Marcuschi que a oralidade se caracteriza pela diversidade de gêneros textuais e acrescente-se que o domínio desses gêneros faz parte da competência comunicativa de cada falante. Competência que vai permitir a esse falante transitar dentro de um espectro de realizações, diante das inúmeras situações de fala que se lheapresentarão durante a vida. Um dos obstáculos que se colocam contra o desenvolvimento pleno da habilidade oral diz respeito ao fato de sabermos que a criança já fala ao chegar à escola, o que leva muitas pessoas a pensarem que ela já tem um domínio da modalidade oral. Daí decorre um problema que é o de se confundir a "oralidade" com a "fala", na medida em que esta, segundo Marcuschi,(2001)"seria uma forma de produção textual discursiva para fins comunicativos na modalidade oral (situa-se no plano da oralidade), portanto, sem uma tecnologia além do aparato disponível pelo próprio ser humano".
2. FALAR BEM EM PÚBLICO.

"Comunicar-se em diferentes contextos é questão de inclusão social, e é papel da escola ensinar isso", explica Claudio Bazzoni, assessor de Língua Portuguesa daSecretaria Municipal de Educação de São Paulo e selecionador do Prêmio Victor Civita - Educador Nota 10. O que todo professor precisa incluir em seu planejamento são os chamados gêneros orais formais e públicos, que têm características próprias, pois exigem preparação e apresentam uma estrutura específica.

A língua oral está organizada em gêneros (entrevistas, debates, seminários e depoimentos) e oempenho do professor nas aulas deve ser o mesmo dado aos gêneros escritos (contos, fábulas, crônicas, notícias e outros). Assim como não há um texto escrito sem propósito comunicativo, tampouco existe uma só maneira de falar. É preciso criar contextos de produção também para os gêneros do oral - em que se determinam quem é o público, o que será dito e como. "É isso que permite aos alunos se...
tracking img