A importancia da literatura infantojuvenil para alunos dos primeiros anos do ensino básico.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1054 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Importância da Literatura Infantojuvenil para alunos dos primeiros anos do Ensino Básico.
Elzonete Silva Cunha.
Alan Carlos Oliveira de Carvalho.
Letras 2009.

A literatura tem, indiscutivelmente, um poder de transformação imenso na vida das pessoas e das sociedades em geral. Possibilita-nos viver os mais variados cenários, contextos sociais, culturais e políticos, de modo que, com tais“experiências literárias” é possível absorver, – mesmo que inconscientemente – entre outros aprendizados, o de lidar com toda sorte de dificuldades e problemas, desde dramas psicológicos e internos até questões sociais, políticas e culturais.
Com a Literatura Infantojuvenil ocorre o mesmo, só que observando as peculiaridades inerentes ao público ao qual tal literatura é supostamente destinada.Supostamente porque quando falamos em destinar, estamos especificando, diferenciando e classificando a literatura infantojuvenil, o que não convém fazer porque segundo MEIRELES, Cecília (1979, pg. 26) citada por Machens, Ana Maria (2009, pg.104),

[...] tudo é uma literatura só [...] são as crianças na verdade que a delimitam com sua preferência. Costuma-se classificar Literatura Infantil o que paraelas se escreve. Seria mais acertado, talvez assim classificar o que elas lêem com utilidade e prazer. Não haveria, pois, uma literatura infantil ´a priori`, mas ´a posteriori`.

Voltando-nos para o tema da Literatura Infantojuvenil, cabe afirmar que tal literatura desempenha um papel muito importante, sobretudo nos primeiros anos do ensino básico. Tal fato se dá porque o alunado dos anosiniciais está, em geral, vivendo um período de descobertas e experiências; vivendo talvez a força dos seus primeiros desejos, a força de emoções como a alegria, o medo, a angústia e a misericórdia. A literatura infantojuvenil, quando adequadamente selecionada, pode veicular todas essas questões e desse modo, cumprir com sua função que segundo Machens, Ana Maria (2009, pg.103) é de “contribuir para odesenvolvimento das percepções de um leitor, estimulando sua imaginação, despertando sua curiosidade e proporcionando-lhe a reflexão”.
Existe uma imensa variedade de textos que podem ser usados com as crianças dos primeiros anos do ensino básico, entre eles os famosos contos de Hans Christian Andersen, que entre eles podemos citar O Soldadinho de Chumbo e a Pequena Vendedora de Fósforos ambos commensagens claras. Aquele, aborda claramente a questão das minorias, dos “diferentes” e assim em nossa sociedade, conseqüentemente dos excluídos. Este fala-nos da exclusão. A exclusão de uma menina que anseia por algo de mais básico na vida de qualquer ser humano, ou seja, carinho, comida, família, um lar aconchegante. Certamente, mesmo que de forma inconsciente, o trabalho com tais contos poderáajudar as crianças ouvintes a trabalharem suas emoções, conflitos e dramas.
Sobre os contos de fadas cabe mencionar que constituem excelente opção de texto a ser usado em sala de aula, pois como mostra Abramovich, tais textos têm sua gênese em fatos reais e que podem ser vividos por qualquer criança:

“[...] os contos de fadas estão envolvido no maravilhoso, um universo que denota a fantasia,partindo sempre duma situação real, concreta, lidando com emoções que qualquer criação já viveu...Porque se passam num lugar que é apenas esboçado, fora dos limites do tempo e do espaço, mas que qualquer um pode caminhar... Porque as personagens são simples e colocadas em inúmeras situações diferentes onde tem que buscar e encontrar uma resposta de importância fundamental, chamando a criança apercorrer e achar junto uma resposta sua para o conflito...Porque todo esse processo é vivido através da fantasia, do imaginário, com intervenção de entidade fantásticas [...]”. ( ABRAMOVICH, 2009, pg.88)

Dessa forma, os contos de fadas são leituras que podem proporcionar às crianças a distinguir emoções, ajudando a superação de possíveis problemas internos que toda criança vive e sente. Nada...
tracking img