A igreja e os intelectuais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1427 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A igreja e os intelectuais
A missão que define os intelectuais é a pesquisa
científica da realidade. Eles não aceitam aquilo
que se diz, nem o que a sociedade aceita, pois
não se submetem a nenhuma regra de grupo
A existência dos intelectuais constitui sempre um verdadeiro problema dentro da Igreja, pois, de um lado, ela faz questão de dizer que a sua doutrina não choca em nada com a razãohumana, que é uma doutrina bem razoável.
O outro lado exige que o teólogo e o filósofo católicos exponham tão somente aquilo que o magistério eclesiástico opina e dizem que usam uma metodologia
estranha aos critérios científicos, uma vez que é de intenções direcionadas pelo papa e seus assessores.
Este fato faz com que a relação entre Igreja e intelectuais seja, no mínimo, ambígua. É evidenteque os intelectuais querem liberdade de pesquisa e de expressão, mas a
Igreja determina o campo de pesquisa traçando seus limites e exige que se use da metodologia que
ela mesma estabelece.
Para escrever este artigo, tenho debaixo dos olhos três livros: “Los intelectuales y la igreja” (Madrid; Prop. Cat.; 1970; de F. Heer); “Die Idee der Deutscher
Umiversitaet und Reform” (Der - rustatt; 1960)de E. Anrich; e os cinco volumes de J. M. Hervé:
“Manuale Theologiee Dogmeticae”, que eu mesmo usei para estudar e que hoje estão na vigésima
edição.
Antes de mais nada, quero salientar
que com a palavra “Igreja”, neste artigo entendo exclusivamente o papa, com sua Cúria
Romana, exatamente como se entendia na época do Concílio Vaticano II (1961).
Portanto, trata-se de uma classe específica depessoas que se colocam acima dos demais homens
por considerar-se depositários de uma missão única na terra: estabelecer a verdade acerca das realidades
metafísicas.
Ora, isto, em si, não é nada demais, pois a metafísica é o raciocínio “especulat ivo”. O problema
começa quando esta classe de pessoas pretende ter o conhecimento certo, preciso, e definitivo das coisas e das situações humanas,uma vez que (dizem eles) todas
as situações humanas se relacionam com a metafísica. Seja, por exemplo, o uso da pílula anticoncepcional.
Todos entendem que é um problema relacionado com cientista e com médicos. Mas o papa e a sua Cúria entendem que mesmo sendo um problema humano, está
diretamente relacionado com a metafísica, e o raciocínio deles é oseguinte:
“Deus (metafísica) só permite oprazer sexual (fenômeno humano; físico) quando for conforme a
lei notável” (problema humano relacionado à metafísica).
Ora, se o papa e a Cúria constituem uma classe social definida, os intelectuais, não! Pois não
existe a profissão de intelectual.
Para dizer se uma pessoa é intelectual,
é necessário ver a sua atitude
mental:
São filósofos – às vezes conscientes, às vezes sem sabê-lo, poisexerceu o raciocínio na sua função
mais completa, que é de emitir o juízo de raciocínio, depois de uma pesquisa científica.
“A missão que define os intelectuais é a pesquisa científica da realidade. (...) Eles não aceitam
aquilo que se diz, nem aquilo que a sociedade aceita, pois eles não se submetem a nenhuma regra de
grupo. Eles querem dar-se conta da verdade que está, ou não está, atrás dasafirmações fáceis” (E.
Arrich; opicit.; p. 5-12). Intelectual é aquele que aceita a razão como juiz supremo de tudo que se diz e de tudo que se faz – não importa se humano ou divino.
Em busca da verdade, o intelectual passa por cima de qualquer autoridade, seja humana ou divina,
já que Deus se manifesta (supondoque se manifeste) por
meios humanos.
Por causa deste modo de ser, osintelectuaisatiram sobre si tanta maior perseguição quanto maior e mais sagrado é o dogmatismo que eles desafiam.
Nas igrejas evangélicas, essas perseguições começaram no século XVII na Europa e no século XVIII nos EUA. Mas por serem pouco conhecidas, não tiveram a influência que tiveram na Igreja Católica onde poderíamos datálas
a partir do século XV quando São Gerônimo deu exemplo de perseguição implacável,...
tracking img