A identidade feminina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4171 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Discurso Feminino
Ao longo da história, a figura da mulher foi produzida de diferentes formas comumente com perspectivas bastante negativas. Isso ocorreu nas diferentes hierarquias, como por exemplo, no poder político, poder religioso ou até mesmo cultural. Segundo RAGO (2004, pg. 579), ao longo dos séculos, as figuras femininas foram vistas como frágeis e infelizes para osjornalistas, perigosas e “indesejáveis” para os patrões, passivas e inconscientes para os militantes políticos, perdidas e “degeneradas” para os médicos e juristas. Isso tudo era visto como uma maneira de enquadrar o sujeito mulher, determinar a sua identidade da forma que desejavam e que já era assim.
Nas primeiras décadas do século XX, o casamento foi o principal fator relacionado aosdiscursos femininos, ou seja, a mulher era vista apenas como uma figura no âmbito do casamento, principalmente, nos anos de 1940 e 1950. O objetivo dos pais das garotas jovens era casar suas filhas e educá-las de maneira que fossem “boas moças” para mais tarde conseguirem um pretendente para casamento, RAGO
(2004, pg.610) diz que boas moças eram, as moças de família as que se portavam corretamente,de modo a não ficarem mal faladas. Tinham gestos contidos, respeitavam os pais, preparavam-se para o casamento, conservavam sua inocência sexual e não se deixam levar por intimidades físicas com rapazes, mantendo-se virgens até o matrimônio. Era necessário, ou até obrigatório a intervenção do pai no futuro de sua filha, de modo que seu papel de pai /autoridade tinha de ser mantido para asociedade, caso acontecesse o contrário perderia sua moral social, para um homem dessa década isso era o fim.
É através do casamento que se personificavam as identidades das mulheres (do “passado”), a dedicação à casa, aos filhos, ao marido era única e exclusivamente funções ligadas as mulheres e esses eram seus deveres nada além disso. Esses focos tinham de serem mantidos, pois se uma fugisseao modo correto acarretaria milhões de problemas para elas, por que não tinham direito a nenhuma contestação, se abandonassem os lares perdiam tudo inclusive seus filhos, se fosses infiéis eram sujeitadas a violência ou até morte. Todas essas questões eram impostas, nesse sentido, ou viveriam assim e seriam felizes, ou seriam “solteironas” a mercê, exclusas da sociedade, pois iriam contra osprincípios morais exigidos.
Até onde podemos enxergar, a sociedade determinou os lugares e posições ocupados pelas mulheres e pelos homens e nesses “lugares”, nessa divisão, as mulheres foram menos privilegiadas, pois tratava-se de uma reclusa contra elas e contra as suas ações que eram e são delimitadas no convívio social, logo afirma WITZEL(2011, pg.72)“as organizações de domínios quedelimitaram hierarquicamente os lugares sociais de ambos os sexos”. Lugares sociais esses que determinaram a submissão da mulher, submissão ao homem o “sexo forte”, mantedor financeiramente do lar, livre para ir e vir, mandar e desmandar. Submissão delas à quase tudo começando pela religião em que biblicamente a mulher foi feita para casar, honrar, ser fiel e obedecer ao seu marido. Na política, amulher demorou ter direito ao voto, antes do movimento feminista século XX, votar era coisa para homem, só o homem tinha capacidade para pensar, ou pensar sobre política. E, culturalmente, sua liberdade era restrita, privada mantendo suas opiniões caladas seus gostos imbricados fechados.
Nessa conjuntura, no decorrer dos séculos, podemos dizer que a mulher sempre foi vista como um serfrágil, “doente”, fraco, tradicionalmente dependente primeiramente do pai e dos irmãos, e quando casam dependentes do marido, nunca vista na história como fortes, independentes, que têm a mesma capacidade de pensar e agir como os homens. As mulheres sempre foram de certa forma, descriminadas pela sociedade paternalista.
A situação só começou a mudar com o movimento feminista em...
tracking img