A humanizacao nas unidades estaduais de saude emanaus

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4854 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A HUMANIZACAO NAS UNIDADES ESTADUAIS DE SAUDE, EM MANAUS - ASPECTOS FUNDAMENTAIS NO ESTABELECIMENTO DE UM MODELO DE ATENDIMENTO HUMANIZADO.


NIURA LUCI SCHUCH




RESUMO: Este artigo se propõe a examinar questões importantes para o entendimento da necessidade da implantação de um atendimento humanizadonas Unidades Estaduais de Saúde em Manaus. Entendendo humanização como um processo que promove a melhoria da qualidade de vida daqueles que procuram e dos que atuam nas Unidades de Saúde, realiza-se um breve aporte teórico sobre conceitos necessários a compreensão do tema e ao entendimento do modelo proposto. Conclui-se com a proposta de um modelo de atendimento humanizado para os setores deregistro e recepção. Enfatizam-se a importância da criação de consultorias psicológicas, equipes multidisciplinares e equipes de apoio para a efetivação da implantação da humanização.

Palavras chave: Humanização, modelo de atendimento humanizado, consultorias psicológicas, equipe multidisciplinar e de apoio.
________________________


INTRODUCAO



A Organização Mundial deSaúde (OMS), com base nos avanços da pesquisa medica psicológica e fisiológica, define saúde como “[...] um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não meramente a ausência de doença ou enfermidade” (OMS, 2002), oportunizando, o surgimento de uma nova maneira de pensar sobre saúde e doença, implicado em uma complexidade maior de conhecimentos.

Esta nova conceituaçãoexigiu um processo de especialização, a definição de novas áreas de atuação, o aparecimento de vários grupos de profissionais e a criação de um novo modelo de atenção.

Este artigo expõe sobre aspectos fundamentais para a instalação efetiva da humanização nas Unidades de Saúde Estaduais, comentando colocações bibliográficas ao mesmo tempo em que registra e analisa situaçõesvivenciadas durante a realização do projeto Humanização das Unidades Estaduais de Saúde em Manaus- I etapa.


1 APORTE TEORICO

1.1 A Humanização do atendimento no curso da historia

Com a finalidade de conceituar humanização, se examinará a historia das praticas médicas desde os princípios hipocráticos até o surgimento da bioética.

Já na épocahipocrática, a Medicina tinha por objeto o homem doente em sua totalidade, onde o temperamento do doente e sua historia de vida deviam ser valorizados na compreensão do adoecer. A doença era concebida como uma reação global do individuo que compreendia tanto o seu corpo físico quanto o seu espírito. A intervenção terapêutica deveria estabelecer a harmonia perdida do homem com o seu meio e com ele mesmo.Hipocrates enfocou, também, uma questão essencial: a importância da relação medico-paciente.

No decorrer de séculos, grandes transformações ocorreram no campo médico. No entanto, no século XIX a visão humanística da Medicina ainda dominava, pois o médico era conhecedor da alma humana e da cultura em que se inseria. Desta forma sabia que curar não dependia apenas da técnica, mas,era uma condição humana – cientifica algo que envolvia vários aspectos: biológico, cultural, psicológico.

Segundo Gallian, (2000), a partir da segunda metade do século XIX, entretanto, as descobertas da microbiologia e da patologia levaram a profundas transformações na ciência médica, uma vez que na medida em que o prestigio das ciências experimentais foi crescendo, o das ciênciashumanas se esvaziava, no meio médico.

Segundo Martins (2001) nesse processo o doente foi perdendo suas marcas para passar a ser objeto do saber reconhecido cientificamente. Assim perdeu sua identidade, seu nome, passando a chamar-se, ou o numero de seu leito, ou sua patologia, ou ainda outro codinome com que a equipe de saúde lhe reconhecia ou que descrevia alguma observação...
tracking img