A historia do primeiro para sul americano

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1045 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Francisco (em latim: Franciscus), nascido Jorge Mario Bergoglio SJ (Buenos Aires, 17 de dezembro de 1936) é o 266.º Papa da Igreja Católica Apostólica Romana e atual chefe de estado do Vaticano,[1] sucedendo o Papa Bento XVI, que abdicou ao papado em 28 de fevereiro de 2013.
É o primeiro jesuíta e o primeiro americano a ser eleito Papa, além de ser o primeiro pontífice não-europeu em mais de1200 anos.[2] Arcebispo de Buenos Aires desde 28 de fevereiro de 1998 e cardeal-presbítero desde 21 de fevereiro de 2001, foi eleito em 13 de março de 2013.


Infância e juventude

Jorge Mario Bergoglio, filho do casal de imigrante italianos Mario Bergoglio (trabalhador ferroviário) e Regina Maria Sivori (dona de casa). Seu pai também jogava basquetebol no San Lorenzo, um dos cinco grandes dofutebol argentino e cujas origens haviam sido impulsionadas por um padre. Jorge tornaria-se torcedor sanlorencista, já tendo afirmado que não perdeu nenhum jogo do título argentino de 1946, quando tinha então dez anos.[3]

Nascido e criado no bairro de Flores,[4] atual sede do San Lorenzo,[3] fez graduação e mestrado em química, na Universidade de Buenos Aires.[5] Na juventude, teve uma doençarespiratória que numa operação de remoção lhe fez perder um pulmão devido ao tabaco.[6][7] Durante a sua adolescência, teve uma namorada, Amalia.[8][9][10] Segundo ela, Bergoglio chegou a pedi-la em casamento durante a época, tendo ele inclusive afirmado que, do contrário, se tornaria padre.[11][12][13]

Companhia de Jesus (jesuítas)

Ingressou no noviciado da Companhia de Jesus em março de1958. Fez o juniorado em Santiago, Chile. Graduou-se em Filosofia em 1960, na Universidade Católica de Buenos Aires. Entre os anos 1964 e 1966, ensinou Literatura e Psicologia, no Colégio Imaculada, na Província de Santa Fé, e no Colégio do Salvador, em Buenos Aires. Graduou-se em Teologia em 1969. Recebeu a ordenação presbiteral no dia 13 de dezembro de 1969, pelas mãos de Dom Ramón JoséCastellano. Emitiu seus últimos votos na Companhia de Jesus em 1973. Em 1973 foi nomeado Mestre de Noviços, no Seminário da Villa Barilari, em San Miguel. No mesmo ano foi eleito superior provincial dos jesuítas, na Argentina. Em 1980, após o período do provincialato, retornou a San Miguel, para ensinar em uma escola dos jesuítas. [5]

No período de 1980 a 1986 foi reitor da Faculdade de Filosofia eTeologia de San Miguel [14]. Após seu doutorado na Alemanha, foi confessor e diretor espiritual em Córdoba. Além do espanhol, fala fluentemente italiano, alemão, francês e inglês, tendo razoáveis conhecimentos de português

governo argentino





Bergoglio com a presidente argentina Cristina Kirchner na Casa Rosada, em 2007.
Numa tentativa de desqualificar o Sumo Pontífice, foidenunciado em 2005 por supostas conexões com o sequestro, pela ditadura argentina, dos padres jesuítas Orlando Virgilio Yorio e Francisco Jalics, em 23 de maio de 1976, quando trabalhavam sob o comando de Bergoglio. A denúncia teve por base em artigos jornalísticos e no livro 'Igreja e Ditadura', escrito por Emilio Mignone, fundador do Centro de Estudos Legais e Sociais (CELS), e aliado político deCristina Kirchner, que teve sérios desentendimentos com o então cardeal e hoje Papa Francisco.[52].

Além do trabalho de pesquisa de Mignone, também o livro El Silencio de Horacio Verbitsky, membro do grupo terrorista Montoneros, que se notabilizou por assassinatos, sequestros e atentados, entre os quais o Massacre de Ezeiza e o atentado à bomba contra a Polícia Federal Argentina, faz referência asupostas ligações com a ditadura. No capítulo "As Duas Faces do Cardeal" explora o eventual papel de agente duplo desempenhado por Bergoglio junto à ditadura argentina. Segundo o autor do livro, que alega ter acesso a documentos do Ministério das Relações Exteriores e do Culto da Argentina, Bergoglio "vai à Chancelaria, pede um trâmite em favor do sacerdote (Jalics), mas, por baixo do pano, diz...
tracking img