A historia do egito antigo e suas forças militares

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1086 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Egito Antigo

Ao final do Paleolítico, o clima no continente Africano se tornou árido, forçando as tribos se concentrarem em torno de rios, sendo o principal do Norte, o Nilo.
Nesta época, a região onde ficaria o Egito, era habitada por diversas tribos, cada uma com sua cultura. A mais influente e sábia cultura foi a Naqada, que se expandiu por quase todo o Egito, e criou coisas importantes,como a confecção de joias e a pintura, além de uma espécie de escrita por meio de símbolos, que posteriormente evoluíram para os hieróglifos.

O Egito continuava divido entre o Alto Egito, faixa de terra, em ambos os lados do Vale do Nilo, que se estende desde os limites da catarata ao norte do atual Assuão para a área entre El-Ayait e Dahshur Zawyet, e o Baixo Egito, região mais ao norte doEgito, refere-se ao Delta do Nilo.

Até que, cerca de 3150 a.C., o faraó Menés, unificou o Egito, criando um governo em forma de dinastia, que se manteria por três milênios.

A primeira dinastia durou até 2300 a.C., e se caracterizou, por técnicas de cultivo e agricultura, além da criação de pirâmides, como a pirâmide de Djoser e as pirâmides de Gizé, e pelo modo de governo pacífico. Essadinastia caiu devido a numerosos conflitos religiosos e políticos, além de invasões de nômades e a fortificação de nobres, descentralizando assim, o poder do governo.

Após a queda da Primeira Dinastia, o Egito estava quebrado, o Faraó estava preocupado com as revoltas e guerras civis, que eram frequentes. Então, para não afundar com o governo, os líderes das províncias, começaram a competir entresi, pelo governo do território e pelo poder político. Tais conflitos levaram o Egito a se dividir novamente, e o Baixo Egito, começou a ser comandado pelos governantes de Heracleópolis, e o Alto Egito, passou a ser governado pela família Intef.

Um conflito entre os dois governos era inevitável, e por volta de 2055 a.C., as forças da família Intef, derrotaram os governantes de Heracleópolis, enovamente, unificaram o Egito, criando o período que chamamos de Império Médio.

Os Faraós do Império Médio, restauraram a ordem e glória do país, nessa época, a arte e literatura se desenvolveram de forma extraordinária, porém, mesmo estando em estado de glória, o Egito não sustentou esta fase, devido a permissão de colonos asiáticos em seu território a irregularidade nas cheias do Rio Nilo,surgia então, o Segundo Período Intermediário, onde povos asiáticos assumiram o controle do Egito, expulsando os governantes de Tebas, porém, após alguns anos, estes governantes reuniram forças para desafiar o governo asiático, em um conflito que durou quase 30 anos.
Após expulsar os hicsos de sua terra, os egípcios fortaleceram seu poder militar e expandiram sua fronteira, em um período conhecidocomo, o Império Novo. Neste período, os governantes, comandaram o Egito diretamente da cidade de Tebas. Foi uma era de imperialismo, porém prosperidade, onde o Egito teve sua maior extensão em toda a história. Porém, mesmo assim, esta fase teve sua queda, com a morte do faraó Ramses III, as campanhas militares haviam acabado com a economia do país, que ficou fraco e decadente, levando Smendes I, adominá-lo.

Smendes dominou o Egito da cidade de Tânis, entretanto, o Egito estava dividido em diversos centros de poder, muitos por sinal, sobre controle Líbio ou Núbio. Com interesses diferentes, o Terceiro Período Intermediário, levou pouco tempo para cair, nas mãos dos Assírios.

Tal período foi conhecido como Época Baixa, onde os Assírios não tinham um total interesse em administrar oEgito, o que levou a colocaram os “reis Saite” no poder. O fraco governo dos Saite, não pode evitar o domínio de boa parte do Egito pelos Persas, porém, como também tinham um governo sem força, o rei persa Mazaces, entregou de bom grado o Egito, ao conquistador, Alexandre Magno, mais conhecido como Alexandre, o Grande.

Alexandre “libertou” o Egito dos Persas, e foi bem recebido pelo público,...
tracking img