A historia de debret

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (493 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Debret foi um desenhista e pintor francês ,trazido para o Brasil pelo Príncipe Regente D. João VI. Durante o período de quinze anos em que ficou no país ,pode retratar diversas cenas brasileirasatravés de fontes iconográficas. Em 1818 colaborava na decoração pública para aclamação do Príncipe no rio de janeiro. Por volta de 1825 realiza aguas fortes que estão na Sessão de Estampas da BibliotecaNacional do Rio de Janeiro. De 1826 a 1831, é professor de pintura histórica, atividade que alterna com viagem para varias cidades do Pais retratando tipos humanos costumes e paisagens locais. Deixao Pais em 1831 e retorna a paris com o discípulo porto alegre. Entre 1834 a 1839 edita o livro Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil em três volumes ilustrado com litogravuras que tem como base asaquarelas realizadas com seus estudos e observações.
Suas obras retrataram como os escravos e as pessoas humildes viviam, com era a vida na corte, os comerciantes e como era a vida das pessoas queviviam naquela cidade. Mostrando a crueldade para com os escravos índios e os subordinados da corte.
Nas pinturas mostram também com era a flora brasileira, os costumes dos indígenas e a cultura comoum todo. Nas obras de Debret da pra se ter uma ideia de como era a realidade do Brasil nas primeiras décadas do século XIX.
As imagens de Debret podem ser analisadas sobre as seguintes perspectivas:histórica, artística ou didático-pedagógica. Mas antes que se vá adiante na análise das imagens, é importante entender o que significava ser escravo no Brasil: Ser escravo era o indivíduo não ter aposse de sua pessoa. Portanto, não tinha o direito de ir e vir de acordo com a sua vontade própria, sendo considerado um objeto animado que poderia ser comprado, vendido, alugado, emprestado, penhorado,doado ou leiloado, estando pois, desprovido de cidadania. Sem esquecer de que o que fundamentava a escravidão era uma relação de domínio e submissão empreendida por um senhor sobre o escravo, não...
tracking img