A história da gastronomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1222 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A História da Gastronomia

A alimentação passou por várias etapas ao longo do desenvolvimento humano, evoluindo do caçador nómada ao homem sedentário, quando este descobriu a importância da agricultura e da domesticação dos animais.

Antes da descoberta do fogo, os alimentos ingeridos pelo Homem eram frutos, raízes e folhas, bem como a carne e o peixe, que eram ingeridos crus (é de notarque o Homem nesta altura tinha uma constituição diferente, tendo um aparelho digestivo e dentário diferente). Caçava-se com arco e flecha, pescava-se com anzóis e arpões e montava-se armadilhas para encurralar os animais, para matá-los à medida da necessidade, o que evidenciava inteligência por parte de um Homem considerado primitivo.

A descoberta do fogo é um enorme marco na história dagastronomia, porque alterou por completo o estilo de vida da população: para além de esta ter ficado progressivamente mais sedentária, foram eliminadas muitas doenças causadas pela ingestão de alimentos crus. Esta descoberta contribuiu também para o desenvolvimento da agricultura e da domesticação de animais, e estas três, em conjunto, tornaram possível uma fixação da população em zonas definidas.Estes progressos conduziram a uma maior abundância de alimentos, o que provocou um aumento demográfico (a população aumentou devido às condições mais favoráveis que se começaram a fazer sentir). Este aumento drástico na população levou, por sua vez, a um esgotamento dos recursos e à consequente migração para novos locais a explorar, dando-se assim a expansão da população para zonas distintas.
Estaexpansão, combinada com muitos outros factores, levou a uma evolução no Homem: este tornou-se mais inteligente. Esta evolução trouxe consigo progressos ao nível dos utensílios que o Homem utilizava e também dos seus meios de transporte que, cada vez mais sofisticados, lhe permitiram deslocar-se e efectuar trocas comerciais, cada vez mais diversificadas.

Entre os povos comerciantes,destacaram-se, na área do Mediterrâneo, os Fenícios e os Gregos, e, mais tarde, os Cartagineses e os Romanos, que faziam chegar à Europa e ao Norte de África as especiarias vindas do Oriente. A pimenta, a canela, a noz-moscada e o cravinho conquistaram os hábitos alimentares dos europeus, pelo menos dos mais abastados. Durante a Idade Média, sobretudo a partir dos séculos XII e XIII, Venezianos e Genovesesgarantiram o abastecimento da Europa, negociando com os comerciantes muçulmanos que obtinham as especiarias através das Rotas do Levante, por meio de suas feitorias do Mar Negro e da Ásia Menor.
A partir do século XV, são os portugueses, que, através da Rota do Cabo, se apoderam do valioso comércio de especiarias. As especiarias eram usadas não só como condimentos, mas também na conservação dosalimentos e no fabrico de mezinhas, e daí o seu extraordinário valor. Muitas guerras se fizeram pela apropriação de recursos alimentares que, de uma forma geral, são escassos e que determinam o poder para quem domina a gestão desses recursos.

O seguinte grande salto qualitativo para a alimentação dos Europeus foi a descoberta do novo mundo, de onde foram trazidas muitas espécies alimentaresque hoje fazem parte integrante da nossa alimentação quotidiana, mas que eram completamente desconhecidas antes da descoberta e colonização do continente americano. Hoje é-nos difícil imaginar uma dieta sem batatas, milho, tomate, cacau, feijão e abóbora, entre muitos outros.

A par com os alimentos comestíveis, chegavam também à Europa novas bebidas, provenientes quer do Oriente quer doOcidente, quer ainda de África: chá, café, cacau e as bebidas alcoólicas obtidas pela fermentação dos açúcares existentes em diversos tipos de plantas. Os Impérios coloniais, que se estenderam até ao século XX, contribuíram para uma cada vez maior miscigenação alimentar. A gastronomia começava a constituir-se como um factor de cultura.

O primeiro tratado sobre gastronomia foi escrito por Jean...
tracking img