A grecia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1581 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
História
Ver artigo principal: História da Grécia Antiga

Civilização minoica

Talassocracia minoica.
A civilização minoica surgiu durante a Idade do Bronze Grega em Creta e floresceu de aproximadamente do século XXX ao XV a.C.[10] O termo "minoico" foi cunhado por Arthur Evans, seu redescobridor, e deriva do nome do rei mítico "Minos".[11] Arthur Evans e Nicolaos Platon,importantes arqueólogos minoicos, desenvolveram dois tipos de periodização para a civilização: Evans se baseou nos estilos de cerãmica produzidos criando assim três períodos, o Minoano Antigo, o Médio e o Recente; Platon baseou-se no desenvolvimento dos palácios minoicos o que gerou os períodos pré-palaciano, protopalaciano, neopalaciano e pós-palaciano.

[pic]
[pic]
Pintura muralem Cnossos.
Como resultado do comércio com o Egeu e Mediterrâneo, no Minoano Antigo, os minoicos viveram uma transição de uma economia agrícola para adentrar noutras economias, o resultado do comércio marítimo com outras regiões do Egeu e Mediterrâneo Ocidental.[12] Com a utilização de metais, houve o aumento das transações com os países produtores: os minoicosprocuravam cobre doChipre, ouro do Egito, prata e obsidiana das Cíclades.[13] Os portos estavam crescendo tornando-se grandes centros sob influência do aumento das atividades comerciais com a Ásia Menor, sendo que a parte oriental da ilha mostra a preponderância do período.[14] Centros na parte oriental (Vasiliki eMalia) começam a notabilizar-se e sua influência irradia-se ao longo da ilha dando origem a novos centros; aldeias epequenas cidades tornaram-se abundantes e as fazendas isoladas são raras.[15]

No final do milênio III a.C., várias localidades na ilha desenvolveram-se em centros de comércio etrabalho manual, devido a introdução do torno na cerâmica e na metalurgia de bronze, a qual se acrescenta um aumento da população (densamente povoada), especialmente no centro-oeste.[12]Além disso,o estanho da península Ibérica e Gália, assim como o comércio com a Sicília e mar Adriático começaram a frear o comércio oriental. No âmbito da agricultura , é conhecido através das escavações que quase todas as espécies conhecidas de cereais e leguminosas são cultivados e todos os produtos agrícolas ainda hoje conhecidos como o vinho e uvas,[16] óleo e azeitonas, já ocorriam nessa época.[17] O uso da tração animalna agricultura é introduzida.[18]

[pic]
[pic]
Ruínas de Festos.
Em torno de 2 000 a.C. foram construídos os primeiros palácios minoicos (Cnossos, Malia eFestos),[12] sendo estes a principal mudança do minoano médio.[19] Como resultado, houve a centralização do poder em alguns centros, o que impulsionou o desenvolvimento econômico e social. Estes centros foram erigidosnas planícies mais férteis da ilha, permitindo que seus proprietários acumulassem riquezas, especialmente agrícolas, como evidenciados pelos grandes armazéns para produtos agrícolas encontrados nos palácios. O sistema social era provavelmente teocrático, sendo o rei de cada palácio o chefe supremo oficial e religioso.[20] A realização de trabalhos importantes são indícios de que os minoicos tinhamuma divisão bem sucedida do trabalho, e tinham uma grande quantidade deles. Um sistema burocrático e a necessidade de melhor controle de entrada e saída de mercadorias, além de uma possível economia baseada em um sistema escravista, formaram as bases sólidas para esta civilização.[21]

Com o tempo o poder dos centros orientais começa a eclipsar, sendo estes substituídos pelo ascendentepoderio dos centros interioranos e ocidentais. Isto ocorreu, principalmente, por distúrbios políticos na Ásia (invasão cassita na Babilônia, expansão hitita e invasão hicsa no Egito) que enfraqueceram o mercado oriental, motivando um maior contato com a Grécia continental e as Cíclades.[22]

[pic]
[pic]
Cerâmica do estilo Kamares.
No final do período MMII (1750...
tracking img