A forma interna do romance

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1543 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A FORMA INTERNA DO ROMANCE

O romance em si só se deixa sistematizar abstratamente, a única forma possível de totalidade fechada após o desaparecimento definitivo da organicidade pode ser apenas um sistema de conceitos deduzidos e que, portanto, em seu caráter imediato, não entra em apreço na configuração estética.
Na acepção hegeliana, os elementos do romance são inteiramente abstratos.Abstrato seria a aspiração do homem imbída da perfeição utópica, que só sente a si mesma e a seus desejos como realidade verdadeira, é a existência de estruturas que repousam somente na afetividade e na força do se existe, seria a intenção configuradora que permite substituir, sem ser superada.
O romance é a forma da virilidade madura, em contraposição à puerilidade normativa da epopéia; a forma dodrama, à margem da vida, situa-se além das idades humanas, mesmo se compreendidas como categorias apriorísticas, como estágios normativos. O romance é a forma da virilidade madura: isso significa que a completude de seu mundo, sob a perspectiva objetiva, é uma imperfeição, e em termos da experiência subjetiva uma resignação.
A arte em relação à vida é sempre um apesar de tudo; a criação de formas éa mais profunda confirmação que se pode pensar da existência da dissonância. Em todas as outras formas, inclusive na epopéia, por razões óbvias, essa afirmação é algo anterior à figuração, enquanto no romance ela é a própria forma.
A ética é um pressuposto puramente formal que, por sua profundidade, torna possível um avanço até a essência formalmente condicionada. No romance a intenção, a ética,é visível na configuração de cada detalhe constitui, portanto, em seu conteúdo mais concreto, um elemento estrutural eficaz da própria composição literária. Assim o romance aparece como um processo, e por isso ele é a forma artisticamente mais ameaçada.
O romance possui uma caricatura que lhe é quase idêntica em todos os aspectos inessenciais da forma, as características exteriores do romance,mais que em sua essência não se vincula a nada e em nada se baseia, carecendo com isso de todo o sentido.
Já nos aspectos composicionais, segue-se que o homem possui caráter ilimitado de autêntica matéria épica, embora sua estrutura seja essencialmente diversa da epopéia. A diferença estrutural em que ganha expressão essa pseudo-organicidade basicamente conceitual da matéria romanesca é aquelaentre uma continuidade homogêneo-orgânica e uma descontinuidade heterogêneo-contingente.
Diferente da epopéia, elas têm de possuir um rígido significado com posicional-arquitetônico, seja como iluminação por contraste do problema, como as novelas de Dom Quixote, seja como inserção preludística de temas ocultos, mais decisivos para o desfecho, como as Confissões de uma bela alma³²; sua existência, noentanto, jamais se justifica por sua simples existência. E numa era de sistemas constitutivos, o significado exemplar de uma vida individual nunca é mais do que um exemplo: representa-la como depositária, e não como substrato dos valores, se é que tal plano jamais pudesse vir á tona, resultaria decerto numa pretensão ridícula.
Quando o indivíduo não é problemático, seus objetivos lhe são dadoscom evidência imediata, e o mundo, cuja construção os mesmos objetivos realizados levaram a cabo, pode lhe reservar somente obstáculos e dificuldades para a realização deles, mas nunca um perigo intrinsecamente sério.
O mundo circundante do indivíduo, no entanto, é somente um substrato e material de conteúdo diverso das mesmas formas categóricas que fundam seu mundo interior: o abismointransponível entre realidade do ser e ideal do dever-ser tem de constituir, portanto, a essência do mundo exterior ao material diverso correspondendo a mera diversidade estrutural, enquanto no mundo subjetivo da alma o ideal está tão aclimatado quanto às demais realidades anímicas, por esse motivo destacarem-se imediatamente, inclusive como conteúdo positivo, o divórcio entre realidade e ideal no mundo...
tracking img