“A filosofia de descartes”

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (633 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Nome: Damares Talita Macedo Turma: 1BADN
RA: 201208070

TRABALHO DE COMPENSAÇÃO DE AUSÊNCIA

“A FILOSOFIA DE DESCARTES”

René Descartes (1596 - 1650), cientista, matemático e fundador dafilosofia moderna. Sua filosofia possui dos pressupostos, 1 a matemática é o modelo de ciência, pois consegue produzir conhecimento evidente e 2 os sentidos produzem conhecimentos enganosos.
O objetivode Descartes era reconstruir o saber filosófico sobre bases seguras e então ele começou do zero. Assim ele rejeitou várias posições da época, para ficar apenas com a das autoridades reconhecidas pelaIgreja Católica. Começou criando seu próprio método, composto por quatro regras: 1 evidência, 2 divisão, 3 síntese e 4 enumeração.
Descartes duvidada do seu próprio existir e sua primeira descobertafoi, "se duvido penso" e se "penso", necessariamente "existo". Ele expressou isso em latim "cogito, ergo sum" (penso, logo existo). Contudo a única certeza é a de que existe um eu pensante, trata-sede uma verdade clara e distinta.
Provado a existência do eu pensante, o próximo passo era provar a existência da substancia infinita, que é Deus. Era o principio da causalidade, somente admitindo aexistência de Deus (ser perfeito), seria possível compreender a existência do eu pensante finito e imperfeito.
O princípio da causalidade forneceu dois argumentos a René:
1-) se o eu pensante possui emsua mente idéias que não as produziu, então a conclusão é que foi Deus que as colocou em sua mente;
2-) a própria existência do eu pensante também é um efeito de Deus.
O princípio da causalidadefornece a filosofia cartesiana fundamento para provar a existência da substancia infinita, mas René também recuperou o argumento ontológico: a) Deus é um ser perfeitíssimo b) a existência é uma perfeiçãoe c) Deus existe. A prova ontológica foi duramente criticada no passado, então René fez uma reformulação: somente pela existência de Deus se justificaria o fato do eu pensante possuir em sua mente a...
tracking img