A felicidade

Questões a serem respondidas

Pag. 93

1. Identifiquem no texto de Lipovetsky as características negativas e positivas do que ele denomina cultura da felicidade mercantil.
2. Em que a posição de Lipovetsky se distingue das teorias de Marcuse e Foucault?
3. Posicione-se a respeito da felicidade.

Pag. 94

1. É adequada a introdução da disciplina Educação Sexual no currículo do ensinofundamental e médio? Algumas pessoas argumentam que seriam favoráveis “desde que as informações sejam estritamente científicas e restritas à biologia”. Qual é a sua posição sobre essa orientação? Justifique.
2. “O homem é só um laço de relações, apenas as relações contam para o homem”. Em que sentido a frase de St. Exupéry pode ser interpretada do ponto de vista da busca da felicidade?
3. “Osfilósofos concebem as emoções que se combatem entre si, em nós, como vícios em que os homens caem por erro próprio, é por isso que se habituaram a ridicularizá-los, deplorá-los ou, quando querem parecer mais morais, detestá-los [...] tive todo o cuidado de não ridicularizar as ações do homem, não as lamentar, não as detestar, mais adquirir delas verdadeiro conhecimento”
(Espinosa. Tratado político.São Paulo: Abril Cultural, 1973. p. 313-314. Coleção Os Pensadores).
A partir dessa citação, responda: Por que Espinosa inovou na compreensão do corpo e da alma ao criticar aqueles que deploram as paixões humanas?
4. Atenda as questões:

a) O que Marcuse quer dizer com a expressão “eficiência e repressão convergem”?
b) Em seguida, explique a frase de Foulcault: “o corpo só se torna força útilse é ao mesmo tempo corpo produtivo e corpo submisso”.
c) Embora esses dois filósofos tenham teorias diferentes, sob que aspectos podem aproximá-los?

5. ... Feito esse inventário, escolha um ou mais objetos sem os quais você acha que não poderia viver e desenvolva o seguinte tema de sua dissertação: “Um bem indispensável para uma vida confortável”.
6. Com base da leitura nesse trecho (p. 94)e considerando outras informações presentes na obra citada, redija um texto justificando a idéia de Freud, de que “a cultura não torna os seres humanos felizes”.


Respostas

Pag. 93

1. Negativas: Ver as satisfações mercantis como caminho privilegiado da felicidade; o prevalecimento da sociedade de hiperconsumo.
Positivas: Se novas maneiras de avaliação do gozo material vierem à tona, seoutra maneira de pensar a educação se impuser, a sociedade de hiperconsumo dará lugar a uma nova cultura; A mutação decorrente será produzida por invenções de novos objetos e sentidos. Quando a felicidade for menos identificada à satisfação do maior número de necessidades e à renovação sem limites dos objetos e dos lazeres, o ciclo do hiperconsumo estará encerrado.
2. Lipovetsky, diferente deMarcuse e Foucault, vê que a felicidade não é alcançada apenas pelo sexo, mas é eclética, ou seja, o ser vê a felicidade no que o ele acha melhor, no que para ele traz a felicidade.
3. Bom, para mim a felicidade é um estado de espírito que nós acordamos ao estar perto de pessoas que gostamos (amigos, familiares...) e que nos fazem rir, que nos fazem “felizes”, que nos põe pra cima quando estamos prabaixo, que nos emocionam e que faz falta quando estão longe. Momentos em que passamos com essas pessoas também nos proporciona felicidade. Também ao ganhar algo que queríamos, ou “fazer” algo que queríamos. Pra mim, isso é a dita felicidade.


Pag. 94

1. Bom, pra começar, eu apoio essa educação, pois previne os jovens de coisas que se não souberem, podem prejudica-los, por exemplo: o usode camisinha para prevenção de D.S.T.
Concordo que deve ser totalmente biológico e cientifico, para que o jovem não acabe se precipitando, pondo o sexo acima dos estudos e perigando pegar uma D.S.T., pois esse ensinamento além do biológico pode excita-lo.
2. Como eu disse na resposta três, sobre a minha opinião quanto à felicidade, a frase de Saint-Exupéry tem o mesmo sentido, que o que...
tracking img