A família no século xx

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1469 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A família monogâmica tem como sua base o predomínio do homem e a sua finalidade é procriar filhos cuja paternidade seja incontestável para garantir que o direito de herança seja legítimo, pois nessa perspectiva, os filhos um dia entrarão na posse dos bens de seu pai.
Sendo assim, para além do predomínio do homem, pode-se dizer que a família monogâmica está diretamente ligada com a existência dapropriedade privada estando esta sob o controle do homem.
Na família monogâmica destaca-se, em relação às formas familiares anteriores a ela, uma solidez muito maior dos laços conjugais, que já não podem ser rompidos por vontade de qualquer das partes, só o homem é que tem o direito de rompê-los. Ao homem da mesma forma se dá o direito da infidelidade conjugal. A mulher não é mais do que a mãedos filhos legítimos de seu marido, aquela que cuida da casa e vigia as escravas, transformadas na maior parte das vezes pelo marido em concubinas.
De acordo com Engels a monogamia foi a primeira forma de família que não surge por condições naturais, mas sim econômicas, perpetuando a superioridade da propriedade privada sobre a comum primitiva. A partir desse ponto de vista fica claro que amonogamia não é fruto de um amor sexual individual, mas sim, da superioridade econômica da propriedade privada sobre a propriedade comunista primitiva.
É da família monogâmica que descende diretamente o patriarcalismo que deixa de se expressar unicamente no interior da família para se expressar em todos os níveis das relações sociais, uma vez que os valores familiares refletem a cultura do sistemasocial no qual a família está inserida, exatamente por ser produto deste mesmo sistema, e, portanto qualquer violação aos valores “morais” estabelecidos pela família são condenados por todo o conjunto da sociedade.
Durante séculos e atravessando toda a história recente da humanidade, o patriarcalismo, tem regido os costumes e relações interpessoais da sociedade, legitimado pela existência dapropriedade privada, que acaba por transformar os dependentes do homem provedor do lar, também em propriedade deste.
Göran Therborn aponta de certo modo, uma crise no patriarcado e chega a afirmar que este é o grande derrotado do século XX e diz que o patriarcado foi a instituição social que mais se viu forçada a se retrair.
No Oriente Médio o islamismo radical afirma que o ocidente está vivendo umprocesso de “degradação moral” que tem como resultado a dissolução dos lares. Também a igreja católica se expressa neste mesmo sentido, por diversas vezes, o papa Bento XVI apontou uma crise familiar que predomina na Europa. Muitos atribuem este suposto fenômeno à revolução sexual de 1960.
Para Therborn, o processo de erosão do patriarcado é muito mais longo e indicia três momentos em que este foi“derrotado”.
O primeiro momento foi no período da Primeira Guerra Mundial, o segundo logo após a Segunda Guerra Mundial e o terceiro logo após o ano convulsivo de 1968.
No primeiro momento, a Revolução Russa e a União Soviética desferiram o ataque mais poderoso e revolucionário ao patriarcado, tornando-o fora da lei em 1918.
O Soviete dos Comissários do Povo publicou em novembro de 1917 um decretoaceitando o divórcio sem alegação de culpa. Em dezembro do mesmo ano foram estabelecidas a instituição e as repartições públicas para o casamento. Em outubro de 1918 uma nova lei de família, afirmava com consistência a igualdade dentre marido e mulher, incluindo a possibilidade de escolha do sobrenome e autoridade parental conjunta. Foi também estalabelecida remuneração igual entre os gêneros, em1920 veio a legalização do aborto e em 1922 o Código Agrário garantiu a ambos os sexos acesso igual à terra.
O quinto congresso da Internacional, em 1924, adotou um programa de “igualdade total entre homens e mulheres perante a lei e na vida social; de forma radical da legislação sobre o casamento e a família”.
Em 1926, o reconhecimento legal dos casamentos incluía provisões para a pensão e...
tracking img