A experiência da incubadora de emprrendimento solidários da universidade estadual de londrina (intes/uel) – reflexões acerca da atuação a partir da perspectiva de solidariedade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3880 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A EXPERIÊNCIA DA INCUBADORA DE EMPRRENDIMENTO SOLIDÁRIOS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA (INTES/UEL) – REFLEXÕES ACERCA DA ATUAÇÃO A PARTIR DA PERSPECTIVA DE SOLIDARIEDADE RESUMO A partir dos princípios que norteiam a prática em Economia Solidária (Eco-sol), este trabalho visa contribuir com a discussão acerca da possibilidade de sustentabilidade de projetos de extensão universitária e desua atuação coerente com o referencial em que se baseia. Faremos um breve retorno as raízes da Eco-sol no Brasil, que surgem num movimento de contrapartida a um cenário de segregação dos trabalhadores do mercado formal. Buscaremos, nisto, elucidar as bases destes primeiros movimentos quanto a sua perspectiva de suporte e apoio aos trabalhadores, em relação a experiência atual das autoras numaincubadora universitária. Posteriormente, adentraremos o campo de discussão conceitual acerca da idéia de solidariedade, as autoras tiveram como intuito promover a discussão desde suas experiências de atuação na Incubadora de Empreendimentos Solidário da Universidade Estadual de Londrina (INTES/UEL). Este ponto é importante, acerca da idéia de solidariedade, pois muito discutido e controverso. A‘solidariedade’ na perspectiva da Economia Solidária, se coloca num plano adjetivo, agregando sentido semântico, a relevância desta discussão se faz à luz dos equívocos e inconsistências que podem contornar a compreensão da mesma. O entendimento da equipe sobre o conceito de solidariedade exige muita coerência e sintonia entre o grupo são pontos onde dificuldades aparecem, tanto no trabalho com os gruposincubados, quanto entre a própria equipe da Incubadora, o que pode levar a uma tomada do conceito de solidariedade com proximidade a categorias assistencialistas, repercutindo diretamente no trabalho cotidiano realizado. A partir de alguns exemplos ilustrativos, tirados da atuação prática das autoras, este trabalho visa contribuir para a discussão da coesão entre teoria e prática. Palavras-chaves:economia solidária, solidariedade, assistencialismo, intes/uel. Ana Claudia Broza Daher. Graduanda do curso de Psicologia da Universidade Estadual de Londrina. cacau_daher@hotmail.com Diene Garcia Gimenes. Graduanda do curso de Psicologia da Universidade Estadual de Londrina. diene_gimenes@yahoo.com.br Fernanda de Souza Borges. Graduanda do curso de Psicologia da Universidade Estadual de Londrina.feborges.psi@gmail.com Rosely Jung Pisicchio. Psicóloga. Mestre em Sociologia pela Universidade Estadual de Londrina. Docente de Psicologia Social e Institucional da Universidade Estadual de Londrina. pisicchio@sercomtel.com.br Endereço: Departamento de Psicologia Social e Institucional. Rodovia Celso Garcia Cid, Pr 445, km 3880 – Londrina / PR. CEP: 86055-900.

A ECONOMIA SOLIDÁRIA Numcenário tal qual o da sociedade capitalista ocidental onde delimitamos a existência de subprodutos, de efeitos nocivos da sociedade de consumo sobre o ser humano, apresentaremos uma iniciativa questionadora sobre a produção, consumo e até comercialização dos produtos – a Economia Solidária (Eco-Sol). A Eco-sol é uma possibilidade de trabalho e geração de renda, que se mostra alternativa ao capitalismoselvagem. Isto é, a Eco-sol tem por princípios básicos a auto-gestão – o empreendimento sob gerência dos sócios, sem hierarquia patrão-empregado, e a organização democrática, onde cada membro, sendo também dono do empreendimento, tem voz nas deliberações que geralmente decorrem de consulta a todos os envolvidos. Embora não rompa totalmente com o capitalismo, a acumulação de riquezas e o conceito demais-valia são repensados a partir de uma ótica que priorize a relação igualitária entre o grupo. Para estudos direcionados as raízes da Eco-Sol indicamos o livro de Paul Singer– “Introdução á Economia Solidária”, da editora fundação Perseu Abramo. Remeteremo-nos especificamente à realidade da Eco-sol no Brasil. A Eco-sol tem sua origem dentro do movimento das cooperativas, que chega ao...
tracking img