A espiritualidade como ferramenta estratégica para a competitividade nas organizações

Páginas: 17 (4051 palavras) Publicado: 24 de outubro de 2011
DAIANE LEAL COSTA

A ESPIRITUALIDADE COMO FERRAMENTA ESTRATÉGICA PARA A COMPETITIVIDADE NAS ORGANIZAÇÕES

UNIVERSIDADE DO VALE DO SAPUCAÍ

POUSO ALEGRE

2008
DAIANE LEAL COSTA

A ESPIRITUALIDADE COMO FERRAMENTA ESTRATÉGICA PARA A COMPETITIVIDADE NAS ORGANIZAÇÕES

Projeto de Pesquisa apresentado à professora Thais Freitas de Sousa responsávelpela disciplina de TCC do curso de Administração com ênfase em Gestão de Negócios da Universidade do Vale do Sapucaí como requisito parcial para a obtenção da média semestral.

Orientadora: Roberta Manfron de Paula

UNIVERSIDADE DO VALE DO SAPUCAÍ

POUSO ALEGRE

2008
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO 3
1.1 Apresentação Geral do Assunto 3
1.2 Problema de Pesquisa 4

2. JUSTIFICATIVA 6

3.OBJETIVOS 7
3.1 Objetivo Geral 7
3.2 Objetivo Específico 7

4. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 8
4.1 O que é espiritualidade? 8
4.2 Diferença entre espiritualidade e religião 8
4.3 Como a espiritualidade chegou às empresas? 8
4.4 A crescente busca pela espiritualidade no local de trabalho 9
4.5 Negócios e espiritualidade podem se misturar? 9
4.6 Liderança espiritualizada 10
4.7 Como incluir aespiritualidade no planejamento estratégico das organizações? 10
4.8 Vantagens de empresas espiritualizadas 11
4.9 Diferença entre empresas espiritualizadas e empresas não-espiritualizadas 11
4.10 Organizações que praticam a espiritualidade nos locais de trabalho 12
4.11 Comprovação científica da vantagem competitiva de empresas espiritualizadas 12

5. METODOLOGIA 13

6. CRONOGRAMA 14

7.ORÇAMENTO 15

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 16

APÊNDICE 18
Pesquisa de Opinião 18

ANEXOS 19
Termo de Consentimento Livre e Esclarecido Institucional 19
Folha de Rosto para Pesquisa Envolvendo Seres Humanos 21

1. INTRODUÇÃO

1. Apresentação Geral do Assunto

Atualmente vem crescendo a abordagem da espiritualidade no contexto empresarial. A busca por um trabalho comsignificado, onde prevaleça a harmonia, cooperação, alegria e crescimento profissional adjunto ao crescimento moral deixa de ser uma utopia e passa a fazer parte do planejamento estratégico das organizações. “A espiritualidade que antigamente era visto como assunto desligado das empresas, como algo religioso ou até místico, hoje se insere como uma dimensão estratégica das organizações”. Boog (2003).“A pesquisa sobre o tema ainda encontra-se na infância e não existe nenhuma definição consensual para o assunto”. Moore & Casper, 2006 (apud Rego, Souto e Cunha, 2007). Segundo Rego, Souto e Cunha (2007) há uma vasta definição para o tema, cada autor fala da espiritualidade segundo sua visão, o que paradoxalmente acaba por causar uma ‘indefinição’ para a espiritualidade nas organizações. Aindaassim, parece haver um consenso entre os autores entre três eixos principais da espiritualidade no contexto de trabalho.
De acordo com Siqueira (2003?), esse eixos são:
a) ambiente de trabalho pensado como boa conduta, bem-estar, amor, integridade, verdade, saúde, felicidade, paz interior;
b) trabalho com significado e sentido, em lugar de relaçõesprofissionais; e
c) o indivíduo como referência, inter-conectividade, comunidade, parcerias, redes.

Apesar da indefinição e controvérsia, a espiritualidade já encontra seu espaço em muitas empresas, e adquiriu crescente visibilidade nos estudos organizacionais. Nesse panorama, muitos acreditam que a espiritualidade seja mais um modismo da administração, outros afirmam que “oterceiro milênio será espiritual, ou não será”. Malraux (apud Duarte, 2001), há os que criticam a relevância e importância que se tem dado ao tema, e os que dizem que “a questão da espiritualidade nos negócios está na pauta da sociedade e não é por modismo. Ou assumimos isso deliberadamente ou não estaremos no mercado para contar nossa história.” Moura (2004).
Mas apesar de toda a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O Treinamento como ferramenta estratégica nas organizações!
  • Responsabilidade Social como ferramenta estratégica nas organizações
  • A IMPORTÂNCIA DO TREINAMENTO COMO FERRAMENTA ESTRATÉGICA PARA O CRESCIMENTO DAS ORGANIZAÇÕES
  • Espiritualidades das organizações
  • Competitividade Estratégica
  • espiritualidade nas organizações
  • Espiritualidade nas Organizações
  • Espiritualidade nas organizações

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!