A educação Infantil no Brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 7 (1502 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 16 de setembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UniSant’Anna
Centro Universitário Sant’Anna
CURSO DE PEDAGOGIA


ROSILENA SARAIVA PESSOA
NATALIE DERCI DE ARAÚJO
MARIA LUCIANA C. DA SILVA



RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO







São Paulo/SP
Setembro/2013


I – A Educação Infantil no Brasil
Cuidar de uma criança, tem sido assunto de muita reflexão para os estudiosos da educação infantil. Antigamente a criança nãopossuía espaços que lhe garantia o seu desenvolvimento, no entanto, na forma que a sociedade enxergou o assunto “criança” até os dias de hoje, trouxeram os modos nos quais elas seriam cuidadas, isso interferiu nas instituições educacionais. Hoje falamos de uma relação “cuidar” com vários contextos. O cuidar é um assunto complexo, para os pensadores modernos cuidar não é apenas dar assistencialismomas é também promover práticas pedagógicas, assim como diz Kuhlmann “Os estudos que atribuem aos Jardins de Infância é uma dimensão educacional e não assistencial, como outras instituições de educação infantil,acabam deixando de levar em conta as evidências históricas que mostram uma estreita relação entre ambos os aspectos: a que a assistência é que passou, no final do século XIX, a privilegiarpolíticas de atendimento à infância em instituições educacionais e o Jardim de Infância foi uma delas, assim como as creches e escolas maternais. (KUHLMANN, 2001,p. 26).
O atendimento às crianças de 0 a 6 anos no Brasil passou a ser chamado de Educação Infantil a partir da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, que é a LDB no. 9394 de dezembro de 1996. Nessa lei determinou-se que aEducação Infantil é a primeira etapa da Educação Básica, integrando o sistema de ensino brasileiro. Ainda na Constituição Federal em 1988, e reafirmado no Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA (Lei no. 8069 de 13 de julho de 1990). A elaboração dessas leis foram resultados de lutas para melhorias no ensino e valorização da educação infantil, foram intensas as manifestações nacionais, e os encontrosde pensadores em simpósios de pedagogia, mobilização de entidades de pesquisas e grupos comprometidos com a defesa e os direitos das crianças. Conforme o art. 208. O dever do Estado com a educação seria efetivado mediante a garantia de educação infantil, em creche e pré-escola, às crianças até 5 (cinco) anos de idade. No assunto abordado, podemos observar que a LDB 9394/1996 – contempla, pelaprimeira vez, o direito à educação infantil como responsabilidade do setor educacional.
Devido às descobertas dos grandes cientistas da educação, apareceram novas idéias que dariam uma nova visão na Educação infantil. Um dos maiores pensadores foi Jean Piaget que abordou metodologias que fariam desenvolver práticas pedagógicas respeitando cada fase de amadurecimento da criança. Piaget mostrou que acriança raciocina conforme suas estruturas lógicas, e evoluem de acordo com sua faixa etária. Já Emília Ferreiro, adotou novas propostas pedagógicas envolvidas em suas teorias, nas teorias de Piaget e de acordo com as teorias de Vigotsky, no que se diz respeito ao construtivismo. Emília Ferrero, diz em sua obra que as crianças já possuem algum conhecimento sobre a escrita e elas tentam entendem osistema de grafia observando as letras, as combinações, os tamanhos e outros. Diante das perspectivas de pensamentos dos idealizadores dessas novas práticas pedagógicas. Logo surgiram hipóteses que deram um novo modelo de educação no Brasil. Após isso influenciou normas do governo brasileiro na área da educação que estão estipuladas no Parâmetros Curriculares Nacionais, mostrando os processos deaprendizagem da criança com ênfase no construtivismo, que hoje é um tema que ajuda na formação da diretrizes no Ministério da Educação.
Para que o processo de educação possa fluir de forma significativa e saudável, é necessário atingir as principais propostas da UNESCO que se diz necessárias para a formação do indivíduo que são: Aprender a conhecer; Aprender a fazer; Aprender a conviver com o...
tracking img