A educação de jovens e adultos na visão de freire

A educação de jovens e adultos na visão de Freire tinha como preocupação o analfabetismo e para ele o pior analfabeto era aquele que não ler o mundo. Destacando isso em seu livro “A importância do ato de ler.” A educação de jovens e adultos ou a educação freireana seja aqui no Brasil ou qualquer outro país, sempre esteve voltado para a conscientização em vencer primeiro o analfabetismo político,depois ensinar ao aluno ler o seu mundo a partir da sua experiência, do seu meio.
A terminologia adotada por método Paulo Freire vem a ser contestada pelo mesmo onde alega não ter escrito método algum e sim tinha uma preocupação com a educação, se tornou método na concepção de professores, mas que para ele próprio era uma concepção de educação contra outro tipo de educação, isto é, uma educaçãoproblematizadora e libertadora contra o principio de uma educação bancária, uma educação contra um tipo de educação que domesticava.

Conhecido como “Circulo de Cultura” o método ou Concepção de educação foi utilizado no Brasil, na Guiné Bissau, na Suíça, nos Estados Unidos em Harvard e em livros, ou seja, ele experimentou o “Circulo de Cultura” que segundo Freire é uma experiência que visavasubstituir algo maçante, isto é, aquela aula na qual os alunos estão presentes nas carteiras apenas como depositários e não tem autonomia, o professor na frente e detentor do saber, o “Circulo de Cultura” pregava uma sala com ambiente agradável onde todos nos tivéssemos o mesmo patamar, onde cada um do grupo definia pra cada um o significado de algo a partir de seu conhecimento, ou seja, não temprofessor detentor do saber ali que sabe tudo. Cada grupo do circulo de cultura ele tem um orientador que ajuda com uma relação onde todos são iguais. O circulo busca em cada um, o que se entende pelos temas abordados, são feitas anotações, gravações e quando toda a discussão chega a um nível de satisfação onde todos falaram e tem o direto de falar, isto é, cada um se sente livre para dizer não temaquela pressão do professor dizendo ou obrigando a fala. Depois deste processo encontravam-se as “Palavras Geradoras” que não eram retiradas de fora do contexto e sim de dentro do grupo.  Com essas “Palavras Geradoras” tenta-se criar um conceito, pois surgem varias palavras, onde se cria um conceito do tema abordado, partindo então do universo do educando, usando os mais diversos conhecimentos daregião ou local onde o educando está inserido, isto facilita que o aluno aprenda a partir de seu meio. Freire valorizava imensamente o meio do educando, levando e conta a sua história, a cultura, a experiência anterior do aluno, não se perde nada se aproveita tudo. Sendo um ponto positivo da aprendizagem.

Processo de aprendizagem - para Paulo Freire a apreensão do conhecimento do objeto, éestabelecida fundamentalmente no ato de ensinar e de aprender, do qual o educando e educador fazem parte. Nessa perspectiva, aprender é uma descoberta criadora, com abertura ao risco e a aventura do ser, pois ensinando se aprende e aprendendo se ensina.


O Educador - o educador é um profissional da pedagogia da política, da pedagogia da esperança, pois é ele quem necessita construir o conhecimentocom seus alunos. Segundo Paulo Freire o educador deve ter como horizonte um projeto político de sociedade. Na sua perspectiva para ser educador é indispensável: rigorosidade metódica, pesquisa, respeito aos saberes do educando, criticidade, risco, reflexão crítica sobre a prática, pensar certo, liberdade e autoridade, humildade, e amorosidade pelo outro.
O Educando - o educando é um dos eixosfundamentais de todo o trabalho. No entendimento de Paulo Freire o educando é o sujeito do seu conhecimento. Isto significa que o educando precisa se conscientizar de que ele é um agente transformador do mundo, capaz de refletir criticamente sobre seu papel nos processos sociais transcendendo essa concepção para a crença de que ele pode promover profundas transformações em si, e por consequência, no...
tracking img