A dialetica de hegel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3668 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A Dialética de Hegel

Georg Wilhelm Friedrich Hegel nasceu em Estugarda em 27 de agosto de 1770 e faleceu em Berlim, no dia 14 de novembro de 1831. Hegel foi um dos mais influentes e fundamentais filósofos alemães. Recebeu sua formação no Tübinger Stift – Seminário de Tubinga - (seminário da Igreja Protestante em Württemberg). Na constelação de influências de Hegel, temos o nome de grandesfilósofos, como Spinoza, Kant e Rousseau. No seminário conheceu dois nomes do romantismo literário: Hölderlin e Schelling, com quem compertilhava um entusiasmo pela Revolução Francesa. Posteriormente, decepcionado com o período do Terror, voltou-se para uma postura mais conservadora. Hegel representa o ápice do idealismo alemão do século XIX, que teve impacto profundo no materialismo histórico de KarlMarx. É considerado também, o pai da dialética moderna, sistema filosófico que construiu lentamente.

A primeira e a mais importante das obras maiores de Hegel é sua Fenomenologia do Espírito. Publicou também a Enciclopédia das Ciências Filosóficas, a Ciência da Lógica, e os (Elementos da) Filosofia do Direito. Sua obra, no entanto é bem mais vasta, versando sobre religião, filosofia daHistória e estética.

A Dialética e o Idealismo

Hegel criou um sistema para possibilitar uma visão total da História e do mundo: a dialética. uma progressão na qual cada movimento sucessivo surge como solução das contradições inerentes ao movimento anterior. Formulou, assim, uma espécie de motor da História em que a evolução se dava pelas relações de contradição dos fenômenos, ondetoda tese, pressupõe uma antítese (sua contradição) e da relação de tensão entre a tese e antítese, surgiria uma síntese, que por sua vez se constituiria numa nova tese. Essa tríade (tese, antítese e síntese) simplifica a compreensão da dialética de Hegel, mas ele próprio nunca a usou. Por exemplo, a Revolução Francesa constitui, segundo o filósofo alemão, a introdução da liberdade nas sociedadesocidentais. Contudo, justamente por ser novidade absoluta, é também absolutamente radical: de um lado, a eclosão da violência que fez falta para realizar a revolução, não pode deixar de ser o que é, e, do outro lado, já consumiu seu oponente. A revolução, portanto, resultaria inevitavelmente para o brutal Terror. A dialética consiste no progresso da História, porque se aprende com seus erros. Nocaso da Revolução, diria que somente depois desta experiência, e precisamente por causa dela, pode-se postular a existência de um Estado constitucional de cidadãos realmente livres. Nesse caso, diríamos que a Revolução seria a tese, o Terror, a antítese e a constituição do Estado democrático, a síntese. Vale lembrar que o sistema dessa tríade, não aparecendo claramente em Hegel, tem funçãopedagógica.

O pensamento de Hegel é chamado de idealista porque, diferente da visão dos materialistas, que julgam as forças materiais serem o motor da história, acreditava que a força da história residia nos princípios do espírito e do pensamento. Assim, para Hegel, a contradição é o motor do pensamento. Karl Marx foi profundamente influenciado por Hegel, mas o acusou de idealista, criando assim umadialética materialista, em que o motor da história seria o desenvolvimento das forças produtivas.

Texto: Hegel

Por Rubem Queiroz Cobra (Doutor em Geologia e Bacharel em Filosofia)

PENSAMENTO.

A filosofia de Hegel é a tentativa de considerar todo o universo como um todo sistemático. O sistema é baseado na fé. Na religião cristã, Deus foi revelado como verdade e comoespírito. Como espírito, o homem pode receber esta revelação. Na religião a verdade está oculta na imagem; mas na filosofia o véu se rasga, de modo que o homem pode conhecer o infinito e ver todas as coisas em Deus.

O sistema de Hegel é assim um monismo espiritual, mas um monismo no qual a diferenciação é essencial. Somente através da experiência pode a identidade do pensamento e o...
tracking img