A descoberta dos raios-x

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6099 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Em 8/11/1895, Wilhelm Conrad Roentgen (1845-1923), procurando detectar a radiação eletromagnética de alta freqüência prevista por Heinrich Hertz (1857-1894), repetiu o experimento de Joseph John Thompson (1856-1940) em seu laboratório, na Universidade de Wurzburgo, Alemanha.1,2 Com um tubo de Crookes, "Roentgen tentou observar um estranho fenômeno descrito pelo físico Philipp Lenard [1862-1947]:os raios catódicos que escapavam do tubo termiônico iluminavam uma superfície a uma certa distância do tubo, que tinha recebido uma camada de material fosforecente".3 Após embalar o tubo com uma caixa de papelão preto, ligar o instrumento e apagar as luzes de seu laboratório, observou algo notável: uma placa no fundo da sala, que continha tetracioanoplatinato(II) de bário (Ba[Pt(CN)4], um materialfosforescente) em uma das faces, se iluminou, e isso acontecia mesmo se a superfície da placa estivesse virada ao contrário.2,4
Roentgen assim descreve algumas propriedades da radiação que acabara de descobrir: "Ela produzia luminescência em certos materiais fluorescentes, sensibilizava chapas fotográficas, mas em si era invisível ao olho humano, não parecia sofrer refração, nem reflexão, nempolarização. Não se tratava de luz (por ser invisível e atravessar grandes espessuras de madeira ou papel), não era igual aos raios catódicos (não sofria desvio com ímãs e tinha poder de penetração muito superior), nem aos raios ultravioleta ou infravermelho (pelo seu poder de penetração)".5,6 Com base nessas observações, Roentgen chegou à conclusão de que se tratava de um novo tipo de raioinvisível, com poder de penetração ainda desconhecido, capaz de atravessar materiais opacos à luz e a outras radiações conhecidas (raios catódicos, raios ultravioleta e infravermelho).2,7
Esse fenômeno aguçou tanto o interesse de Roentgen que continuou estudando intensamente suas propriedades e características. Expondo diversos materiais de densidades diferentes a fim de observar seu poder de penetração,e com auxílio de um detetor fluorescente, fez uma importante observação: segurando um disco de chumbo com a mão na intenção de verificar o poder de penetração dos raios naquele metal, viu que, além da sombra do disco, apareceu a sombra dos ossos da sua mão.2 Estava assim descoberta a radiografia.
Para publicar suas observações, Roentgen passou a empregar placas fotográficas2 na revelação dasimagens que conseguia com a exposição de objetos à radiação, em substituição ao detetor fluorescente. Essas placas fotográficas possuíam nitrato de prata. Sob ação da radiação, o íon Ag+ se reduzia a Agº, clareando a parte exposta que foi atravessada e sofreu ação direta da radiação, e mantendo escura a parte mais densa do corpo em estudo, a qual sofreu menos ação da radiação. A revelação da placaproduzia um tipo de registro permanente, capaz de comprovar seus estudos. Foi utilizando esta técnica que, em 22/12/1895, produziu uma das mais famosas fotografias que caracterizam bem aquela descoberta: a imagem dos ossos da mão de sua mulher, Anna Bertha Roentgen (1839-1919), com seu anel de casamento, que é considerada a primeira radiografia da história.2,7,8
A 28/12/1895, menos de 2 mesesdepois de sua primeira observação, Roentgen fez o primeiro comunicado sobre os dados de suas observações sobre os raios-x.5 Esse foi o nome dado a eles porque não se tinha idéia da sua origem (mais tarde eles foram rebatizados como raios Roentgen).
Por esse trabalho, Roentgen recebeu o 1º Prêmio Nobel de Física, em 1901. No entanto, enfrentou a desconfiança de cientistas. Muitos pesquisadores famososcomo Herbert Jackson (1863-1936), Johann Hittorf (1824-1914), Eugen Goldstein (1850-1930), Willian Crookes (1832-1919) e, particularmente, Philipp Lenard, teriam detectado fenômenos de fluorescência próximos a tubos de descarga.7 Contudo, ou interpretaram erroneamente aquele fato, ou não se detiveram na análise do fenômeno. Ao contrário, Roentgen dedicou-se intensamente ao estudo do mesmo. Ele...
tracking img