A descoberta do serapeum de mênfis (1851)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (493 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A descoberta do Serapeum de Mênfis (1851)
 
Nome- Patrik Luan Costa Barbosa - História 1º período
Orientadora- Dr. Renata Cristina de Sousa Nascimento
Universidade Estadual de Goiás- UNUCSEH(Anápolis)
 
1-      Introdução:
O Serapeum de Mênfis, a necrópole subterrânea dos touros Ápis, ainda hoje, permanece uma das grandes descobertas da egiptologia, mesmo depois da restauração das múmiasreais de Deir-el-Bahari, do túmulo de Tutancâmon, ou dos sepulcros reais de Tanis. Em 1850, Mariette encontra o caminho guarnecido de capelas que conduz aos grandes subterrâneos do Serapeum. Aescavação dura mais de dois anos. Resgatando, esfinge por esfinge, o caminho que conduz ao templo, Mariette chega às cercanias do Serapeum propriamente dito em 11 de fevereiro de 1851, com seus recursos quaseesgotados.
            É ele que, obtendo do vice-rei do Egito, Said Pacha, a autorização para a criação da Diretoria das Escavações, futuro serviço das Antiguidades do Egito, põe termo à pilhagemsistemática das antiguidades. Por outro lado, ao recolher o produto das escavações desse serviço no pequeno museu que instala em Boulaq, o porto do Cairo, torna-se também o verdadeiro fundador do atualMuseu do Cairo.
Imagem de um dos Touros Ápis. Imagem do Serapeum de Mênfis.
Fonte: Google localizado emSakara – Egito.2-      Fonte:
Texto: O Serapeum de Mênfis:
Estrabão, XVIII-31
MARIETTE,Auguste. Le Serapeum deMemphis
In: Testemunhos e documentos: VERCOUTTER, J. Em Busca do Egito Esquecido. SP: Objetiva. 2008 (Páginas 138- 141)
 
3-    Objetivos:
- Analisar através do relato do arqueólogo Auguste...
tracking img