A defesa de sócrates

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1648 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ANA MARIA ROCHA

THOMAS HOBBES

Trabalho apresentado a FARO - Faculdade de Ciências Humanas, Exatas e Letras de Rondônia pela Turma D-75 do curso de Direito, 1º Período, sob orientação do Prof. Pedro Vicente.

Biografia
Thomas Hobbes:
Nascido em 05 de abril de 1588 na cidade inglesa de Westport. Na época a Inglaterra estava sob oreinado de Elizabeth I, e o fato que o marcou profundamente na infância foi o medo de invasões a Inglaterra.
 Em 1608 sai da universidade de Oxford e se torna preceptor de uma família de nobres ingleses. Esta ligação com a nobreza foi fundamental para a formação da base da sua teoria política, pois, permitiu que ele se aprofundasse nos estudos e principalmente viajasse pelo continente Europeu.Nessas viagens, principalmente à Itália e França, teve contato com:
• René Descartes
• Galileu Galilei
• Francis Bacon
Em 1640, durante o reinado de Carlos I, a Inglaterra estava às vésperas de uma guerra civil que ficou conhecida como a Revolução Puritana. Hobbes, sentindo-se inseguro e ameaçado por causa de suas convicções monarquistas, exilou-se em Paris com grande parte da NobrezaInglesa.
Neste período escreveu a sua obra maior "Leviatã" que é um estudo filosófico do Absolutismo.
Leviatã é o livro mais famoso de Hobbes, publicado em 1651. O livro, cujo título por extenso é Leviatã ou matéria, forma e poder de um Estado eclesiástico e civil, trata da estrutura da sociedade organizada.
 Em 1652 retorna à Inglaterra, que estava sob um regime republicano comandado porCromwell.
Hobbes cultivou suas tarefas literárias até seus últimos dias. E morreu em 04 de Dezembro de 1679, famoso no exterior, apesar de detestado por muitos inimigos na Inglaterra. Somente no século XVIII seu pensamento ganhou nova importância, dada pelos utilitaristas seguidores de Jeremy Bentham. É hoje considerado um dos grandes pensadores políticos da Inglaterra.
Principais Obras
.Leviatã
. De Cive
. Os Elementos do Direito Natural e Político
Principais Teorias
 Hobbes é empirista, racionalista e contratualista; põe em prática o empirismo nas suas observações e conclusões sobre a natureza humana, mas faz uma análise das palavras e do raciocínio que é dedutiva, racionalista, principalmente em ciência política e nele encontramos os temas fundamentais que serãosempre os da escola. A origem de todo conhecimento é a sensação, princípio original do conhecimento dos próprios princípios: a imaginação é um agrupamento inédito de fragmentos de sensação e a memória nada mais é do que o reflexo de antigas sensações.
Estado de Natureza
É de sua natureza o homem, ser egoísta, mau e constituído por um "perpétuo e irrequieto desejo de poder e mais poder que sótermina com a morte".
"Conatos" provoca  "guerra de todos contra todos", seria o estado natural em que vivem os homens antes de seu ingresso no estado social. (absolutismo). O homem é governado por suas paixões e tem como direito seu, conquistar tudo que desejar.
Nesse contexto, no estado de natureza, os homens mais fracos podem matar os fisicamente mais fortes lançando mão deste ou daquele recurso,e como as aptidões também se igualam, o recurso a violência se generaliza.
Dessas suposições recíprocas, decorre que geralmente o mais razoável para cada um é atacar o outro. Para vencê-lo ou para evitar um possível ataque. É assim que a guerra se generaliza. Por isso se não há um estado controlando e reprimindo, fazer a guerra uns contra os outros é a atitude mais racional a se adotar.
Nanatureza do homem encontramos três causas principais da discórdia:
1) Competição: que leva os homens a atacarem uns aos outros tendo em vista o lucro.
2) Desconfiança: leva a segurança.
3) Gloria: a reputação, busca de poder.
Contratualismo
Como já citado anteriormente, Hobbes é um filósofo contratualista. O que há de comum, entre os filósofos contratualistas, é que todos afirmam que a origem...
tracking img