A crise do paradgma dominante

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1192 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A crise do paradigma dominante
A quebra na confiança epistemológica do paradigma dominante é produzida por uma pluralidade de fatores. O grande avanço que o conhecimento científico possibilitou é, paradoxalmente, um fator significativo nessa ruptura. A identificação das limitações, a insuficiência estrutural do paradigma científico construído pela modernidade iluminista foi possível graças aogrande avanço no conhecimento que ele próprio proporcionou.
A descoberta e a formulação de um conjunto de leis da natureza, um dos pilares que se assenta o modelo científico moderno, se deram “reconhece-se hoje, obrigam a separações grosseiras entre os fenômenos, separações que, aliás, são sempre provisórias e precárias uma vez que a verificação da não interferência de certos fatores é sempreproduto de um conhecimento imperfeito, por mais perfeito que seja”. (Santos, 2003a, p. 51). A lei tem caráter probabilístico, aproximativo, e, acima de tudo, realizam uma simplificação mutiladora da realidade que afastam a possibilidade de consideração de outros conhecimentos da realidade tão ou mais úteis para o ser humano, do que aqueles que ela enuncia. Dessa maneira sendo um conhecimento que nãocompartilha com muitos outros saberes acerca da realidade, o conhecimento científico da modernidade “é um conhecimento desencantado e triste que transforma a natureza num autômato.
O modelo científico instrumentalista do paradigma dominante fundado no rigor matemático “é um rigor que quantifica e que, ao quantificar, desqualifica, um rigor que, ao objetivar os fenômenos, os objetualiza e osdegrada, que, ao caracterizar os fenômenos, os caricaturiza”.
O conhecimento na perspectiva do paradigma científico dominante ganha em rigor, mas perde a possibilidade de compreensão do mundo e do valor humano nele contido. Essa crise, no entanto não joga a ciência no abismo nem as pessoas na desesperança de seu cotidiano. Ao contrário, prenuncia a chegada de um conhecimento como “uma aventuraencantada.
Nossos parâmetros de verdade - não são os mesmos e não conseguimos mais agir como nossos pais, como pensava o músico e poeta. Somente a tomada de consciência da crise poderá nos libertar do jugo do eterno fracasso de nossas tentativas e erros repetidos, por teimar em ajustar nossos saberes mofados à nossa vida teórico-prática. É preciso voltar a ser a criança dos por quês. Como diz Santos, emUm discurso sobre as ciências, é preciso fazer as perguntas simples de Rousseau, embora nossas respostas já não sejam tão simples. Mas precisam ser outras.
Quem sabe não seria bom sentarmos com velhos e crianças para discutir nosso futuro juntos, respeitando todas as vozes, sem o compromisso com o paradigma dominante, mas com o resgate do humanismo perdido? Enquanto não ficar mais claro para nósque nossa insistência em estabelecer um o que fazer, baseado em uma confiança epistemológica e metodológica modernas, plantadas pela razão matemática – e não estou falando que se deva esquecê-la –, inviabiliza-se um como fazer: outro, que não precisará ser dito, como era feito na modernidade, mas criado a cada contexto pelos participantes dos problemas a serem solucionados.

Referências:Fontes para leitura e pesquisa,
Texto proposto pela Prof.ª Rosângela.
1. SANTOS, Boaventura S.
2. Santos BS. Um discurso sobre as ciências. 3a 2002;10(5):696-703.
edição. São Paulo: Cortez; 2005.
(http://coralx.ufsm.br/revce/ceesp/2005/02/a3.htm).
3. Azevedo DM, Costa LM, Almeida Júnior JJ, Enders BC, Menezes RMP. Paradigmas emergentes: um ensaioanalítico. Rev. Eletr.
Enf. [Internet]. 2008;10(3):835-42. Available from: http://www.fen.ufg.br/revista/v10/n3/v10n3a30.htm.

UFBA – Universidade Federal da Bahia
Aluno – Elton Nascimento Gomes
Curso - B.I Artes Diurno
Componente Curricular – Estudos Sobre da Contemporaneidade I
Docente – Rosângela


A ciência moderna firma sua base na revolução científica do Séc. XVI. O domínio do...
tracking img