A copa do mundo e nossa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2753 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


















































































SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 O PLANEJAMENTO DA COPA DO MUNDO 4

3 CONHECENDO SALVADOR E CAMAÇARI 7
4 SE APROFUNDANDO NO TEXTO 10
4.1 O MÉTODO 10
4.2 TIPOLOGIA TEXTUAL 10
4.3 COMO O ENUNCIADOR VÊ AQUELE COM UEM FALA EAQUILO SOBRE O QUE FALA 10
4.4 ETHOS – UMA PERCEPÇÃO QUE VAI ALÉM DA SUPERFÍCIE 11
4.5 LINGUAGEM ESCRITA E VARIAÇÃO LINGUÍSTICA 11

CONCLUSÃO 12

REFERÊNCIAS 13

INTRODUÇÃO

Em época de grandes eventos, surgem grandes mudanças.
Não seria diferente com a Copa do Mundo de 2014 sendo realizada no Brasil, o país do futebol.
Muita coisa parapreparar, afinal, sediar o mundo inteiro para o esporte que movimenta milhões e milhões de investimentos, não é tarefa fácil.
Todas as cidades brasileiras relacionadas a este evento, irão sofrer mudanças para se adequar às necessidades exigidas pela FIFA. Algumas dessas mudanças trarão benefício imediato e outras virão em longo prazo.
Mas será que estamos preparados paramanter todas essas mudanças após a Copa? Ou será que vamos ficar reféns de mudanças nas nossas cidades e que talvez nem tenhamos como mantê-las?
Afinal, sediar a Copa do Mundo de 2014 vai ser um bom negócio com os governantes que temos?
Precisamos utilizar as principais técnicas administrativas, que são planejar, organizar, dirigir e controlar as fases de umempreendimento.
Para isso, temos que ter compreensão da realidade social.































o planejamento da copa do mundo

Depois de 62 anos, o Brasil foi escolhido para sediar uma Copa do Mundo. Um dos maiores eventos esportivos, com isso, abrem-se milhares de oportunidades para o nosso país.
Toda a economiaestá voltada para este evento e consequentemente muitos investidores.
Um evento desse porte vai trazer muitas melhorias sociais, mas também muitas brigas e os famosos “jogos de empurra”, uns para os outros e com isso o tempo vai passando e outras coisas ficam esquecidas.
Positivamente, a Copa nos trará aumento do turismo no país, atração de investimentos públicos eprivados, melhoria para os saneamentos das cidades, investimento em infraestrutura e mobilidade (portos e aeroportos).
Mas nem tudo são flores, pois se há um lado positivo, há também um negativo.
Estamos todos voltados para melhorias de estádios, investimento em locais para receber turistas e nos esquecendo que a Copa nos deixará após um mês; e a nossa saúde e educaçãovão continuar esquecidas? Muitas empresas vão ser criadas para atender as demandas da Copa, sem ter a mínima estrutura para tal. Com isso, muitas pessoas continuarão sem trabalhos após esse período.
Com o passar do tempo e as crises que estão surgindo nos governos, ainda corremos o risco de não sediar a Copa, pois apenas 5% das obras estão concluídas, sendo que a reforma doMaracanã, no Rio de Janeiro, está apenas 45% concluída.
Mais uma vez, o Brasil investe milhões em um evento desse porte e esquece da população que luta para que o evento aconteça, deixando de investir na saúde e na educação.
Por sermos um país, onde existe uma grande diversidade de culturas e possibilidades para o crescimento, somos capazes de chegar muito longe.Investir em turismo e hotelaria é o grande foco dessa Copa, mais com isso é necessário investir também na capacitação das pessoas que irão atuar, afinal, receberemos pessoas de várias partes do mundo, assim sendo, conseguimos visualizar um quadro de segmentos e oportunidades que colocamos abaixo:


|Segmento |Oportunidades...
tracking img