A contribuição de sócrates para a historia

A Contribuição de Sócrates para a História

Uma das contribuições de Sócrates é a de ter fornecido um método que permite que todos percebam que podem chegar a reconstruir os mesmos raciocínios de mentes como a de Pitágoras e Aristóteles.

Quando pensamos na contribuição dos grandes filósofos à história da filosofia podemos pensar nas diversas teorias que eles desenvolveram para resolver ou,pelo menos, tentar resolver os variados problemas com que cada um deles foi se defrontando. Pensando, a partir do último artigo, sobre as contribuições que, ao meu ver, alguns desses grandes filósofos clássicos fizeram, lembrei dos filósofos anteriores a Sócrates e me detive, perplexo, em Sócrates. Pois era muito fácil dizer para mim mesmo quais foram tais contribuições no caso dos pré-socráticos,assim como dos socráticos, particularmente Platão e Aristóteles. Mas não foi fácil fazer o mesmo com Sócrates.
Com efeito, Tales, Anaximandro e Anaxímenes adiantaram teorias cosmológicas que, em muitos sentidos, antecipam, com suas brilhantes intuições, diversos resultados da ciência contemporânea. Tales, para começar, não estava equivocado quando dizia que a Terra flutua sobre água, pois,efetivamente, a crosta terrestre flutua no magma. Mais ainda, ele afirmava que os terremotos eram o resultado desse flutuar. Seu discípulo Anaximandro, além de ter desenhado um mapa em que a região do Mediterrâneo é muito semelhante à dos mapas modernos, forneceu uma teoria sobre a origem da vida que mantém a tese de que os primeiros animais se originaram da umidade e que só depois buscaram a parteseca da terra. Anaximandro afirmava, ainda, que os seres humanos não poderiam ter sido sempre como eram naquela época (e como são hoje) — isto é, incapazes de tomar conta de si mesmos desde seu nascimento —, porque se sempre tivessem sido assim, nunca teriam sobrevivido na natureza, à diferença de animais que desde que nascem podem tomar conta de si mesmos e sobreviver sem ajuda dos pais.Anaximandro disse, também — o que não deixa de resultar surpreendente —, que os primeiros humanos nasceram dentro de peixes, e que, tendo sido alimentados como tubarões, começaram a estar em condições de sobreviver por si mesmos e se dirigiram à terra para nela viver. Não há, contudo, nenhuma alusão a um processo evolutivo, e é falso pensar que Anaximandro pensou tal processo em termos darwinianos ou queCharles Darwin tenha se inspirado em Anaximandro para desenvolver sua teoria. Nenhuma coisa nem outra. Mas, mesmo assim, não deixa de ser interessante perceber que já na época dos antigos gregos adiantavam-se hipóteses sobre o homem não ter sido sempre como era e que em tempos remotos devia ter sido completamente diferente. A teoria de Anaxímenes, segundo a qual por condensação e rarefação o ar seconverte nos outros elementos (água, terra e fogo), é de uma simplicidade e de uma profundidade de tirar o fôlego. Xenófanes nos surpreende com uma teoria que aponta ao antropomorfismo do conhecimento e em Heráclito e em Parmênides encontramos duas teorias metafísicas decisivas para a história da filosofia. Não podemos esquecer as contribuições para a matemática de Pitágoras nem a antecipação de ouniverso ser composto de partículas, o que é um legado de um processo que começa em Empédocles e Anaxágoras e termina em Leucipo e Demócrito, com a teoria dos átomos.
As diversas teorias dos antigos filósofos, em resumo, são surpreendentes pela antecipação à teorias modernas e contemporâneas e por sua proximidade da verdade. Não preciso falar das contribuições de Platão nem, pior ainda, das deAristóteles, a mente que até pouco tempo estava por trás de todas as ciências conhecidas. O fato de terem errado nisto ou naquilo é de somenos importância. Importa ver o alcance e profundidade de suas intuições e a quantidade enorme de problemas que perceberam e, em muitos casos, legaram para nós ainda ter de discuti-los. Mas, justamente, pensando em tudo isso cheguei a me perguntar: e Sócrates…...
tracking img