A contabilidade e a era do conhecimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1905 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Capital Intelectual:

A Contabilidade e a Era do Conhecimento

A Contabilidade nasceu com a civilização e jamais deixará de existir em decorrência dela; talvez, por isso, seus progressos quase sempre tenham coincidido com aqueles que caracterizam os da própria evolução do ser humano (SÁ, 1997, p. 15).

Haja vista, a contabilidade representa um elo entre os sistemas internos e a interação com omeio externo ao qual a empresa está inserida, ou seja, tem como função “identificar, mensurar, relatar e analisar as informações sobre os eventos econômicos da organização” (ATKINSON et al , 2008, p.36) para que assim a entidade possa tomar suas decisões por meio de registros com base em fatos reais, buscando os resultados almejados.

Eventualmente, passando por diversas fases durante o seuamadurecimento e processo evolutivo agregado ao conhecimento, a contabilidade como exposto nos relatos anteriores, nos remete a uma contextualização. Sendo assim, o quadro a seguir apresenta a evolução do conhecimento contábil no decorrer das eras sociais.

Por conseguinte, com o advento da Era do Conhecimento, os ativos intangíveis ganharam destaque no mercado, no que diz respeito ao valor humano dentroda entidade, pois este é fato de estudos condizentes com os recursos adquiridos pela empresa por meio de sua inovação e criatividade. Assim, a Contabilidade ganha novos fatores para o sua dinâmica de trabalho, o que antes era apenas feito com base em fatos sólidos hoje é baseado muitas vezes em fatos incorpóreos, fazendo com que ela se adapte aos novos preceitos da sociedade do conhecimento.Sociedade do Conhecimento

Conforme a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (apud CAVALCANTI et al, 2001, p. 21) “Se antes o que gerava riqueza e poder era o domínio do capital, da terra e do trabalho, hoje a realidade é outra. [...] mais de 55% da riqueza mundial advêm do conhecimento e dos bens ou produtos intangíveis [...]”.

Corroborando Stewart (1998) relata que a informaçãoe o conhecimento são peças fundamentais para a competitividade nos dias atuais, pois o conhecimento é a chave para o sucesso, sendo ele “mais valioso e poderoso do que os recursos naturais, grandes indústrias ou polpudas contas bancárias. [...] as empresas bem-sucedidas são as que têm as melhores informações ou as que as controlam de forma mais eficaz”.

Sendo assim, o que vem se prevalecendo nostempos modernos é a capacidade intelectual em proporção maior que a manual/física. Analisando esta habilidade intelectual, procura-se evidencia-la como patrimônio da entidade a que pertence, ou seja, de que forma o colaborador acresce benefícios para a empresa com suas ideias, ideias essas que podem gerar benefícios futuros para entidade. Levando-se em conta o que foi relatado nesse contexto,como já mencionado, surge dessa maneira o capital intelectual, ou seja, este conceito é utilizado, segundo Sá e Sá (2009, p. 59), “para significar o valor do elemento humano que age sobre o capital da empresa”, sendo causador de estudos para a contabilidade e reciprocamente para a entidade por meio de seus ativos intangíveis, no que se refere ao indivíduo como causador de fenômenos patrimoniais.Ativos Intangíveis

Com o crescimento constante do mercado global e o desenvolvimento intenso de novos fatores que agreguem valores, como a expansão de seus negócios a outros setores, marcas, patentes, produtos e serviços diferenciados, as organizações hoje veem buscando cada vez mais elevar a sua fonte de riqueza por meio dos recursos intelectuais provenientes da inteligência humana. Desse modo, nãoapenas os ativos tangíveis geram benefícios à entidade, mas também os ativos intangíveis que constituem uma parte essencial da geração de valores.
Primeiramente caracteriza-se como um ativo os recursos controlados pela empresa.
Para ser considerado um ativo, em concordância com Niyama e Silva (2008, p. 119), deve-se possuir três termos fundamentais: gerar benefício futuro, ser controlado pela...
tracking img