A concepção harmônica e melódica em jorge do fusa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2347 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A CONCEPÇÃO HARMÔNICA E MELÓDICA EM Jorge do Fusa, DE GAROTO
Italo Peron 
Paulo C. Moura
“...estimo que eu possa interpretá-las a contento. Pede-lhe que m'as envie por escrito. Sentir-me-ei honrado com isso. Mas avisa-o: nada excessivamente moderno. Prefiro aquelas em que tenha inculcado seu sentimento e não seu talento. Este, os músicos já conhecem sobejamente e o público não reconhece, eaquele é, inversamente mais objetivo. Não vês o Garoto? Faz música para músicos e dá-se mal...”
Através deste trecho de uma carta de Jacob do Bandolim ao cantor Alberto Rossi, datada de Dezembro de 1952, encontramos uma referência ao trabalho de Aníbal Augusto Sardinha, o Garoto (1915-1955)(1).
Instrumentista e compositor, Garoto já tocava profissionalmente aos 12anos de idade, integrando diversosconjuntos instrumentais da época. Sua excepcional facilidade permitia-lhe atuar com extrema desenvoltura em vários instrumentos como o violão, o violão-tenor, o banjo, a guitarra e o cavaquinho. Em suas experiências como músico incluem-se alguns números nos quais teria acompanhado Carlos Gardel, em Buenos Aires (fato não confirmado), e uma excursão de oito meses aos E.U.A., com Carmen Miranda e ofamoso Bando da Lua.
Participou também de inúmeros programas de rádio em São Paulo e no Rio de Janeiro, onde atuou como integrante e solista da Orquestra da Rádio Nacional (então regida por Radamés Gnatalli) em vários programas. Em 1953, com a Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro sob a regência de Eleazar de Carvalho, interpretou o Concerto no 2 para violão e orquestra de RadamésGnatalli, que lhe era dedicado. Suas músicas mais conhecidas são Duas Contas (letra e música suas) e Gente Humilde, que posteriormente recebeu letra de Vinícius de Morais e Chico Buarque de Hollanda. Grande parte de sua produção, porém, é instrumental, e dessa, poucas composições são conhecidas do grande público (nessa categoria,Tristezas de um Violão é a sua peça mais divulgada).
Na referida cartado famoso bandolinista as citações Nada excessivamente moderno e Faz música para músicos... demonstram claramente o conceito que até mesmo alguns dos músicos mais importantes da época dele faziam. A qualificação de compositor que fazia música para músicos denota seu posicionamento entre o meio musical como sendo um músico diferenciado, senão avançado para o seu tempo.
Este “avançado para o seutempo”, e mesmo outros adjetivos como moderno já foram amplamente empregados em relação ao trabalho de Garoto, comprovando sem sombra de dúvida o seu papel de inovador dos caminhos da Música Brasileira; difícil, contudo, é avaliar o quanto Garoto esteve adiante de seus contemporâneos.
Considerando que a opinião emitida por Jacob do Bandolim data de 1952, podemos ter uma idéia da proporção desteadiantamento ao analisarmos alguns elementos encontrados no choro Jorge do Fusa, composto por Garoto em 1938(2).
Jorge do Fusa
Todas as referências encontradas consideram esta composição como sendo um choro. Ao comparar-se, porém, suas características formais, verifica-se que sua estrutura consiste num A-B-A, enquanto que a estrutura formal mais usualmente utilizada nos choros baseia-se em “rondós”A-B-A-C-A. Poucos são os choros - anteriores ou posteriores a 1938 - que se apresentam na forma A-B-A, e nesses casos o mais comum é encontrar-se a parte A em tonalidade maior e a parte B em sua relativa menor (vide, por exemplo, Lamento de Pixinguinha e Pedacinhos do Céu de Waldir Azevedo); Jorge do Fusa apresenta, atipicamente, a parte A em tonalidade maior e a parte B em sua homônima menor.
Alémda questão formal, a figuração rítmica predominante - quer seja na melodia, quer no acompanhamento harmônico - é muito similar ao samba-canção dos períodos posteriores, levemente “abolerado”, onde são freqüentes os grupos de síncopas intercalados a grupos de semicolcheias e ainda estruturas melódicas em forma de quiálteras sugerindo elasticidade de andamento em função da interpretação.

Ex....
tracking img