A compreensão de substância para aristóteles

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9226 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1

O ENTENDIMENTO DE SUBSTÂNCIA PARA ARISTÓTELES

WELTON DE DEUS DA SILVA

RESUMO

Aristóteles foi o criador da filosofia analítica. Por meio da lógica, seu instrumento de organização do pensamento tanto físico quanto metafísico, procurou alcançar todos os conhecimentos disponíveis do seu tempo, quando não os encontrou, ele os criou: como a filosofia da natureza, zoologia, alquimia,história da filosofia, sua psicologia, tratados de ética e política, a embriologia, museus, o Liceu, a metafísica, etc. Criou um conhecimento enciclopédico. Pensadores Árabes o consideraram como o preceptor da inteligência humana.

Palavras-Chave: Lógica, metafísica, filosofia da natureza.

1. INTRODUÇÃO Todo a nossa investigação, voltar-se-á, para o que Aristóteles1 entende por substância; sendoque preliminarmente ele nos apresenta dois significados: “Daí se depreende
1

Aristóteles, filósofo grego nascido em 384 a.C. em Estagira, colônia jônica da Calcídia, que se situa nas mediações da fronteira da Macedônia. Seu pai chamava-se Nicômaco, era médico e por algum tempo tinha prestado serviço ao rei Amintas o qual era o soberano da Macedônia. Por ter um pai médico que prestava serviços aorei, possivelmente Aristóteles tenha sido um assíduo freqüentador da corte real. Há uma certa incoerência quanto à data exata do falecimento de seu pai, mas, provavelmente tenha sido em 366/365 a.C. Com sete anos de idade Aristóteles atendendo à sugestão do seu tutor Proxéno, vai para Atenas, cidade onde mais tarde ingressara na Academia de Platão permanecendo por lá cerca de vinte anosamadurecendo e

2

que ‘substância’ tem dois sentidos: (A) (...) o que já não é predicado de nenhuma outra coisa, e (B) o que, sendo algo determinado, é também separável, como a forma e a figura (no original µορϕη que é aconfiguração de cada ser”2. Buscaremos no decorrer deste trabalho

especificar o que é realmente esta substância de que tanto fala o Estagirita. Diferentemente de seuscontemporâneos e predecessores, Aristóteles estabeleceu alguns parâmetros, que hoje chamamos de características, para distinguir o que é e o que não é substância. Tudo o que se passar por substância deve ser, então, necessariamente submetido a estes parâmetros, para que daí possa ser constatado se é ou não uma substância. O presente trabalho encontra-se dividido em três capítulos, com suas respectivassubdivisões. No primeiro capítulo, cuja intitulação trás, “As categorias fundamentais da substância”, veremos as categorias que Aristóteles usa para explicar a substância. No segundo capítulo, “A natureza da substância sensível”, trataremos daquela espécie de substância mais elementar, ou seja, daquela substância que é mais cognoscível, cuja denominação é substância sensível. O terceiro e último capítulo,que tem como título, “A força natural e a potência em seus estados físico e metafísico”, trataremos primeiramente do movimento, isto é, da física que envolve a substância sensível. Em seguida, trataremos do estado propriamente metafísico da energéia e da potência, onde finalizaremos este, dizendo o que é realmente a substância em si para Aristóteles. Pensamos ser válido explicar ao leitor quedevido a deficiências que encontramos nas traduções das obras de Aristóteles, as quais foram usadas neste trabalho, a saber, a Metafísica e o De anima, possivelmente poderão ser encontrado pontos obinubilantes e até mesmo duvidosos, os quais procuramos dentro do possível, recorrendo ao texto original, esclarecer. 2. AS CATEGORIAS FUNDAMENTAIS DA SUBSTÂNCIA

consolidando o seu embasamento filosófico.Em decorrência da morte de seu mestre, Platão em 347, Aristóteles se desliga da Academia e vai embora de Atenas, viajando para a Ásia Menor. Não obstante, passado algum tempo, em 335 a.C., Aristóteles volta para Atenas e funda a sua própria escola, “o Liceu”, que devido ao estilo inovador e dinâmico do mestre que era o de ministrar aulas passeando pelas veredas do jardim próximo ao prédio, a...
tracking img