A caverna de aristoteles

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (379 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE PAULISTA DE ARTE

FPA















ANALISE SOBRE O MITO DA CAVERNA E A QUEBRA DE PARADIGMA



























SÃO PAULO

ABRIL 2011INTRODUÇÃO





“Se ignoras as excelências da tua própria casa, como poderás encontrar outras. Excelências? Em ti se encontraoculto o tesouro dos tesouros.”(Mensagem inscrita no templo de Apolo)

































ANÁLISE SOBRE O TEXTO ALEGORIA DA CAVERNA DO LIVRO VII. A REPÚBLICA DE PLATÃO



SegundoMarilena Chauí, a cultura e homem andam juntos por que muitas das vezes o meio determinaa verdade em que ele se encontra, a partirdaí estabelece os seus paradigmas onde, a cultura faz parte de sua próprianatureza humana.

“... cultura passou também a significar a relação que osseres humanos socialmente organizados (isto é, civilizados) estabelecem com o tempo e com o espaço, com os outros sereshumanos e com a natureza, relações que se transformam no tempo e variam condições do meio ambiente. Agora, cultura torna-se sinônimo de história.” (1).

Este conceito fica claro no Mito da Caverna (2),onde o mundo ilusório torna-se real a partir de sua realidade que forma sua natureza humana e quando se choca com o mundo das idéias, este momento desmonta- se o que ele acreditava como certo.

Ahistória dele fora do ideal e passa para o ilusório, as sombras e tudo mais ao seu meio começa ter significado. Quando ele volta e mostra outra cultura o conflito se apresenta quando as pessoas ali nãoacreditam em sua história, acabam hostilizando esta pessoa por apresentar uma teria diferente da anterior, sendo aquela sociedade já está “acomodada” com seus hábitos e costumes.

Estabelece opapel em que as sombras são a realidade. Enquanto o outro reino o das idéias continua sendo “sombras sem valor”, dentro de seus interesses.

Para Platão existe uma sociedade ideal lavando...
tracking img