A busca da verdade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1517 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO: “A BUSCA DA VERDADE”
*O que veremos no resumo:
 A filosofia pré-socrática.
 Os sofistas: a arte de argumentar.
 Sócrate e o Conceito.
 Platão:o mundo das idéias.
 Aristoteles: a metafísica.
 A filosofia medieval:razão e fé.
A teoria do conhecimento é uma disciplina filosófica que investiga as condições do conhecimento verdadeiro.Na antiguidade e na Idade Média osfilósofos não eram interessados por questão relativa ao conhecimento, ainda não se tratava de uma teoria de conhecimento próprio .

Ao próximo resumo veremos como surgiram as indagções sobre o tema entre os gregos , desde os pré-socráticos a Platão e a Aristóteles, o pensamento medieval teve teorias de influencias vigorosa.

*a filosofia pré-socrática
A filosofia grega se divide em três grandesmomentos: pré-socrático, o socrático (ou clássico) e pós-socrático (ou helenístico). A geração dos deuses era explicada através da natureza e relatos míticos.
“Nunca nos banhamos duas vezes no mesmo rio.”
Esse relato foi dito por Heráclito , para ele o ser é omúltiplo , costumam dizer que Heráclito teve a intuição da lógica dialética , que no século XIX foi elaborado por Hegel e depois formulado por Marx na teoria do materialismo dialético.
“0 ser é” e o “Não ser não é” dita por Parmênides, que concluiu queo ser é único , imutável infinito e imóvel.
Ele também critica o pensar de Heráclito que acha um absurdo e impensável afirmar que uma coisa pode sere não ser ao mesmo tempo.
Parmênides contêm uma conseqüência de teroria ; identidade entre o ser e o modo de pensar criticando o

pensamendo dos outros por sua teoria e reflexão ao pensamento filosófico.
Adiante veremos como Platão e Aristóteles tentam supera o pensamento de Heráclito e Parmênides .

*os sofistas:a arte de argumentar
Os pensadores do perio dos sofistas embora aindadiscutissem questões cosmológica , ampliaram os questionamentos para a antropologia , a moral e a política.
Os sofistas também fazem parte de uma época muito clássica e alguns deles são interlocutores de Sócrates o pensador o filosófo de idéias imprecionate ao olhos da filosofia.
Eles também cobravam de suas aulas diárias , para combater escândalos ao seus contemporâneos , e por issoSócrates vivia acusando-os de “prostituição “.
Concluimos que os sofistas lutavam apenas pelo os seus direitos e que queria poder resgatar sua verdadeira importância .
Elaboraram-se o ideal teórico da democracia , valorizando o comercio em ascensão , em interesses á contrapor a aristocracia rural.
Para criticr os sofistas, Platão usava o conceito de
phámakon , que significava a o mesmo temporemédio e
veneno.





*sócrate e o conceito:
Sócrates era um filosofo de muitas idéias então foram divulgadas por Xenofonte e Platão , dois de seus discípulos .
Sócrates conversava com todo mundo uma pessoa bem humorada mesmo se fossem velhos ou moços , nobres ou escravos.
Nas conversas Sócrates sempre elogiava a questões morais,por isso em muitos diálogos perguntavam-se o que é acoragem? , a covardia? ,a piedade? , a amizade? , e assim por diante...
Desse modo a filosofia nascente precisa inventar palavras novas ou usar as do cotidiano mesmo, dando lhes sentidos diferentes .
Sócrates utilizava o tempo todo o termo logos (na linguagem comum, “palavra” “conversa”) que passa a significar a razão de algo ou seja aquilo que faça com que a justiça seja feita.
Ele também daexemplos de guerreiros cuja tática consiste em recuar e forçar o inimigo a uma posição desvantajosa , mas nem por isso deixam de ser corajosos .
Enfim o que o filosofo Sócrates procurava na mitologia grega não são exemplos de casos corajosos mas sim o conceito daqueles que tinham a sua verdadeira coragem.

Veremos a seguir Platão á defesa do mundo das idéias eo...
tracking img