A biologia explica!

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4759 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de julho de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
A porta do elevador se abre e Ernst Mayr avança lenta e determinadamente em direção aos três jornalistas. "Entrevista? Claro. Mas só depois de apanhar a minha correspondência." Logo, Mayr conduz seus interlocutores ao apartamento onde mora e trabalha sozinho. Nada mau para um centenário.
Pouca gente fora da área de ciências conhece o nome desse alemão, que completa cem anos amanhã. Mais familiaré o conceito de espécie biológica, que ele ajudou a definir na década de 1940. E a teoria da evolução de Darwin, da qual ele é o maior guardião. Conhecido por colegas na Universidade Harvard apenas como Ernst, Mayr é a última lenda viva da biologia. Ele foi um dos responsáveis pela chamada Moderna Síntese Evolucionista, movimento acadêmico que juntou a teoria darwinista da seleção natural com agenética e a ecologia, dando origem à teoria da evolução de hoje.
"Ele é o principal acadêmico darwinista do século 20", diz o antropólogo David Pilbeam, de Harvard. Para o fisiologista Jared Diamond, da Universidade da Califórnia em Los Angeles, Mayr "moldou a vida dos cientistas" do século passado. Legendário por sua determinação, pela defesa acirrada de suas idéias e por sua coragem -fez em1928 o primeiro levantamento das aves da Nova Guiné, enfrentando malária e guerras entre tribos-, é também um observador privilegiado dos últimos 80 anos da história da biologia, que viram o darwinismo virar paradigma e o gene virar moda.
A importância de Mayr começa onde a habilidade de Charles Darwin para aparar as arestas da própria teoria terminaram. Darwin propôs a seleção natural comomecanismo evolutivo, mas morreu (em 1882) sem saber como a variação surgia nos organismos e era passada de geração a geração. A genética, fundada por Gregor Mendel, só seria plenamente estabelecida no começo do século passado. Os contemporâneos de Darwin, incluindo seu amigo Thomas Huxley, nunca compraram inteiramente suas idéias. "E, claro, os resultados de Mendel eram desconhecidos. O pensamentodarwinista tinha saído de moda no primeiro quarto do século 20", diz Pilbeam.
O jogo só viraria a partir de 1936, quando o genetictista russo Theodosius Dobzhansky -que viria para o Brasil durante a Segunda Guerra Mundial e formaria pesquisadores como Crodowaldo Pavan e Antônio Brito da Cunha, na USP- propôs a unificação da genética com o darwinismo. Mais tarde, os zoólogos Ernst Mayr e Julian Huxley(neto de Thomas Huxley), os geneticistas de populações R.A. Fisher e J.B.S. Haldane e o paleontólogo George Gaylord Simpson publicariam trabalhos nos quais resolveriam várias questões em aberto na teoria. A definição de espécie de Mayr como conjunto de organismos que se cruzam entre si, mas que estão sexualmente isolados de grupos semelhantes, é adotada até hoje.
Autor de 24 livros, entre eles oclássico "Sistemática e a Origem das Espécies", de 1942, Mayr acaba de concluir sua 25ª obra, sobre filosofia da biologia. "Meu objetivo é mostrar que a biologia é uma ciência autônoma, independente das ciências físicas. Eu acho, modéstia à parte, que esse vai ser um livro importante."
Nesta entrevista, gravada durante uma hora e meia em sua casa, Ernst passa em revista a história de sua disciplina,critica sutilmente adversários intelectuais e comenta a resistência dos americanos em aceitar a evolução. E dá a receita da longevidade: acordar cedo, caminhar, não parar de trabalhar e... tomar iogurte todo dia.

Ouvimos falar que o sr. está trabalhando no 26º livro.
Não é o 26º, é o 25º [risos]. E eu não estou trabalhando mais nele, já li as provas finais. Não sei como o pessoal daseditoras usa seu tempo, mas a pessoa da Cambridge University Press encarregada da publicação me disse que não sai antes de julho ou agosto.

E do que trata o livro?
O livro tenta mostrar -e eu diria que nem é necessário mostrar, mas muita gente discorda- que a biologia é uma ciência autônoma, que não deve ser misturada com a física. Essa é a minha mensagem. E, de fato, quando as pessoas me...