A batalha mais difícil de abilio

Páginas: 9 (2020 palavras) Publicado: 2 de novembro de 2011
O dono do Pão de Açúcar nunca perdeu uma grande briga. Agora, luta contra o sócio francês Casino e propõe uma sociedade ao inimigo Carrefour para continuar dando as cartas no mercado de varejo brasileiro.
Assim que concluiu a compra de 51% da Casas Bahia, em dezembro de 2009, o empresário paulista Abilio Diniz, 74 anos, fechou-se em uma sala e fez uma teleconferência para comemorar o negócio como seu sócio Jean-Charles Naouri, presidente da rede francesa de supermercados Casino. Do outro lado do Atlântico, Naouri, 62 anos, presidente do Casino, chegou a dizer, na época, que abriria um vinho na primeira oportunidade que Diniz estivesse na capital francesa para celebrar o negócio. Dois anos depois, o idílio corporativo ficou para trás. Após três horas de espera na Avenue Kléber, número58, em Saint-Étienne, onde fica a sede do Casino, Diniz voltou para o Brasil em seu jatinho particular, sem ser recebido por Naouri.
Mas não voltou de mãos abanando. Um dia antes, ele havia se encontrado com Lars Olofsson, presidente mundial do Carrefour e fechado os detalhes de um ousado plano para unir as operações do grupo Pão de Açúcar no Brasil com as do arquirrival do Casino na França, o quepor si só explica o chá de cadeira que o sócio impôs ao brasileiro. “A operação, se aprovada, fortalecerá e consolidará o Pão de Açúcar na liderança do setor de varejo brasileiro”, afirmou Diniz.
Então, na verdade, o que Naouri não quis ouvir da boca do próprio Diniz foram os detalhes da engenhosa estratégia de fusão que começou a ser desenhada em 2009, quando o empresário brasileiro iniciou umaaproximação com os controladores do Carrefour, segundo fontes que participaram da negociação. Ao longo de 2010, Diniz teve vários encontros secretos com os acionistas da rede francesa, que ajudaram a formular a proposta de união global. De forma resumida, seria formada uma holding batizada de Gama, que teria como sócios os atuais acionistas do Pão de Açúcar (família Diniz e Casino), o BNDESPar,braço de investimentos do BNDES, e o banco BTG Pactual.
Estes dois últimos aportariam R$ 3,9 bilhões e R$ 690 milhões, respectivamente, por 21% do Novo Pão de Açúcar (NPA), empresa que seria listada na Bovespa e absorveria as operações do Carrefour no Brasil. O Carrefour da França deteria 50% do NPA. Os brasileiros, em contrapartida, passariam a ter uma fatia de 11,7% do Carrefour mundial, quepoderia chegar até 18% ao longo do tempo. Nessa engenharia, Diniz passaria a deter,
de forma direta e indireta, 17% do Novo Pão de Açúcar. A rede francesa Casino, 29%. “Não é uma proposta hostil, pois está sujeita à aprovação das duas empresas”, afirmou Pércio de Souza, sócio da butique financeira Estáter, que estruturou a fusão, representando Diniz. “Achamos que o resultado gera um valor enorme paraas duas empresas. É uma operação ganha-ganha.”
Essa não foi a impressão inicial provocada pela divulgação das negociações envolvendo a criação do NPA. Desde que anunciou oficialmente a proposta de unir as operações do Pão de Açúcar com o Carrefour, Diniz está sob fogo cerrado. Em primeiro lugar, desagradou ao seu acionista francês. Quando tomou conhecimento das conversações de Diniz com oCarrefour, o Casino passou a dar vários sinais de que não aceitará o negócio. Na quarta-feira 29, comprou US$ 1 bilhão em ações do Pão de Açúcar e aumentou para 43,1% sua participação no capital total do grupo. Com a revelação de que o BNDES participava da transação, ainda que por intermédio de seu braço de investimentos, a fusão passou também a ser criticada por políticos da oposição.
PSDB,
PSDB, DEMe PPS apresentaram requerimento convidando o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, para explicar em audiência pública se a operação envolverá uso de dinheiro público. Em nota, o BNDES alega que a fusão abre “caminho para maior inserção dos produtos brasileiros no mercado internacional”. O governo também saiu em socorro de Diniz. “Não há recursos do Tesouro nem do FGTS”, afirmou Gleisi...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • dificil
  • Dificil
  • Dificil
  • batalha
  • batalha
  • as batalhas
  • Batalha
  • BATALHAS

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!