A arte contribuindo para o processo de inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais em escolas regulares

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3866 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A ARTE CONTRIBUINDO PARA O PROCESSO DE INCLUSÃO DE ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS EM ESCOLAS REGULARES

Kamila Chupel Ribas [1]
Maria Cristina Müller [2]


RESUMO


O presente artigo tem a finalidade de demonstrar como o ensino de Arte pode beneficiar o aluno portador de necessidades educacionais especiais, especialmente de forma a contribuir para que o mesmo sejaincluindo de maneira satisfatória em uma classe regular de ensino. O mesmo apresenta um breve histórico dessas pessoas com necessidades especiais ao longo dos tempos, passando pelo conceito de inclusão e os benefícios e desafios de uma escola inclusiva. Também traz algumas citações de documentos importantes no que diz respeito a educação. Em seguida é abordado um pouco sobre o ensino de Arte, suaimportância e como os conteúdos e metodologias podem auxiliar o alunado portador de necessidade educacional especial se inserir em uma classe regular e na sociedade em geral.

Palavras-chave: Inclusão. Necessidade Educacional Especial. Arte.

INTRODUÇÃO


O artigo pretende demonstrar como a Arte pode contribuir no processo de inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais emescolas regulares, pois nos dias atuais podemos perceber que a inclusão é um assunto muito comentado, no entanto ainda causa muitas dúvidas. Como o ensino de Arte também é algo que talvez não seja muito valorizado nas escolas, o trabalho pretende quebrar paradigmas, e demonstrar que as artes e a inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais podem estar relacionadas e caminharem juntas demaneira satisfatória e benéfica.
O trabalho é o resultado do levantamento do referencial teórico, através de pesquisa bibliográfica em livros, artigos, revistas, documentos oficiais, etc, onde os objetivos eram: reconhecer o ensino da Arte como fator relevante no processo de inclusão do indivíduo com necessidades especiais; compreender a Arte como processo terapêutico, contribuindo naformação, aprendizado e desenvolvimento de alunos com necessidades especiais e compreender o desafio dos profissionais da área da educação em receber esse alunado especial e a necessidade de uma formação para o desenvolvimento de um bom trabalho.
Deste modo o artigo faz um breve levantamento histórico sobre as pessoas com necessidade educacionais especiais, o processo de inclusão desses alunos noBrasil, discutindo os conceitos de inclusão e integração, passando por um debate sobre o despreparo das escolas para receber tal aluno. Em seguida trás apontamentos específicos da área de Artes, discutindo conceitos, conteúdos, metodologias, abordando formas de trabalho de maneira a contribuir para que o aluno portador de necessidades educacionais especiais possa ser incluído em uma escolaregular, mesmo com todos os desafios enfrentados.


ENTENDENDO OS ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS E EDUCAÇÃO INCLUSIVA.

O passado dos portadores de necessidades especiais possui registros de abandono, exclusão, resistência, falta de aceitação social, e até mesmo sacrifícios. Como apresenta Redig, “atualmente pode parecer óbvio afirmar que a pessoa com necessidades educacionaisespeciais tem direito à educação, porém historicamente esses sujeitos sempre foram vítimas de preconceitos, abandono e descaso por parte do Estado” (2010, p. 21).
Então, no século XX, iniciam-se programas escolares onde os portadores de necessidades educacionais especiais passam a frequentar a escola, porém nas classes especiais, que tinham como objetivo educar o diferente, o que contribuiria maisuma vez para a segregação e exclusão dessas pessoas.
No entanto, nos anos 80 surge a integração educativa, que defendia que o ensino dos alunos com necessidades educativas especiais poderia ser feito nas escolas regulares.

Os portadores de necessidades educativas especiais passam a ser visto como cidadãos, com direitos e deveres de participação na sociedade. Um caminho...
tracking img