A aplicação da filosofia ao serviço social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3012 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
2. Desenvolvimento

As principais características da filosofia são a suas áreas de estudos, envolvendo investigativa, análise, formação, e reflexão de ideias para uma visão mais clara das coisas sobre o mundo. Ela originou com a curiosidade e inquietação humana com o questionamento e em querer compreender os valores e as interpretações sobre a sua própria realidade. E com isso ela tem umaimportância grandiosa para o serviço social no processo da formação e no decorrer da prática profissional. A filosofia vai dar subsídios que ajudará na reflexão e entendimento diante das condições vividas e presenciadas na sociedade que vive. Porque o seu trabalho de atuação é o subsidio para realizar a prática profissional como: conhecimento das políticas sociais para consolidação da cidadania, tambémo acesso aos direitos sociais como resistência à realidade de exclusão e desigualdades. Diante da desigualdade que todos os trabalhadores sofrem com a classe capitalista, os assistentes sociais com a iluminação que vem das fontes filosóficas, podem abraçar as causas dos trabalhadores defendendo os direitos humanos. Com isso podemos ver a evidencia que há entre a filosofia e o serviço social. Afilosofia é a teoria do conhecimento, ela pode mostrar algumas controversas podem ser resolvida racionalmente, e aponta critérios de resolução que pode resolver os problemas com o uso da razão. Assim os assistentes sociais podem alertar as pessoas a serem mais alertas a certas determinações conceituais.
Em filosofia, Mundo é tudo aquilo que constitui a realidade, ou seja, significa em uso comumtudo o que existe. Embora esclarecer o conceito de mundo tenha sempre sido considerada uma das tarefas básicas da filosofia ocidental, este tema parece ter sido levantado explicitamente somente no início do século XX e desde então tem estado sujeito a debate contínuo. O ser humano Esta propondo um ponto de vista singular, para este tema, já que sempre analisamos a filosofia, frente ao ser humano,então vamos ver o ser humano, frente á filosofia. Em principio, o ser humano para a filosofia, e seu criador e seu gestor e também, o seu mantenedor, a filosofia tem o tamanho do homem, ou menor, nunca pode ser maior que este. A filosofia vê o homem, como um ser singular, autônomo, pensante, original, motivável, e principalmente de pensamento livre sem limites. Há diversos tipos de sociedade, cadaqual com suas características, dependendo, principalmente, dos aspectos culturais de cada uma, A maioria das pessoas não sabe que a finalidade da vida terrena é o aprimoramento espiritual. A maioria acredita que a finalidade da vida, aqui na Terra, é crescer, estudar, formar-se em alguma profissão, trabalhar, namorar, casar, ter filhos, comprar a casa própria, ter um carro, viajar nas férias ou nosfinais de semana, ir à praia no verão, etc. E ainda podemos dizer que a finalidade da vida para a maior parte das pessoas resume em estudar, namorar, arranjar um bom emprego, casar, ter filhos, netos e se aposentar. Pronto: a pessoa está realizada. Teve uma vida normal, uma vida correta, como dita as regras socioculturais. Mas não é nada disso. Tudo aqui na terra é importante, mas não é afinalidade, não é o principal, tudo aqui na terra, são meios de se aprimorar espiritualmente. O estudo, o trabalho, o casamento, o lazer, etc., são meios de a pessoa evoluir. Conhecimento é força, através dele podemos aumentar nossa capacidade de resistência a situações que nos são difíceis ou podemos lidar com realidades ao nosso redor com flexibilidade, nos adaptando e sem abrir mão de nossos objetivos eprincípios. A essência do conhecimento é que ele existe para ser transferido e não mantido escondido dentro de cada um. Quando não o aplicamos, ele aos poucos se esvai e sua ausência nos enfraquece. Quando só falamos, mas não praticamos, ao invés de ganharmos energia, nos desgastamos. A ‘doação’ ou transferência do conhecimento deve ser natural e sutil, na ação. Portanto ser cidadão é ser...
tracking img