A aparecia engana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1800 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Conto


A APARÊNCIA ENGANA
ANA SOARES DE BRITO

O beijo era muito molhado. O perfume adocicado estava impregnado nos ombros e pulsos. Roliça, sua pele macia e fresca fazia contraste com o lençol vermelho.
O cabelo farto e amarelado grudava pelo pescoço e costas. As pernas curtas e pés gordinhos tinham força e peso suficiente para prender-se em volta dos quadris do amante.
Ele,jovem, mas experimentado nas relações intimas. Ela desejosa de perder a virgindade. Por três vezes estiveram um dentro do outro. Ela não gritou nem chorou só ficou muita vermelha, se de dor ou vergonha ele nem se preocupou em saber. O sono veio como um bálsamo para ambos. Mas o dia nasceu regalado fazendo um calor quase sufocante, tanto quanto a situação que ele agora se encontrava. Olhou para ocesto de lixo na esperança de ver ali as camisinhas que sempre trazia e usava em todas as relações, mas o que viu foi uma toalha com sangue e toalhas de papel molhados e amassados. Teve a curiosidade de olhar lentamente para aquela que fora sua “cachorra” naquela noite e espantou-se de sua grandiosidade. Seu corpo tomava a metade da cama. Seus seios eram fartos e descansavam sobre sua protuberantebarriga que escondia sua intimidade, suas cochas estavam unidas até ao joelho que ainda tinha uns rastros de sangue. Seu rosto não era bonito, os lábios finos e o queixo enorme, as bochechas com algumas espinhas, a testa era larga e seu pescoço era curto e grosso. Parecia uma boneca de pano muito mal feita. Levantou bem devagar, vestiu as roupas e quando fechou a porta do quartinho da pensão,recebeu um vento fresco na cara como um refrigério e correu para casa na esperança de tomar um banho e chegar a tempo no trabalho.
Alguns colegas de trabalho estavam reunidos na porta de sua sala esperando pra saber quem ele havia pegado e queriam os detalhes mais sórdidos que ele cometera naquele fim de semana, mais ele não estava a fim de conversa, e o que ele queria era esquecer de vezaquela noite.
Pediu desculpas e disse que estava com muita dor de cabeça e sentando-se pos a cabeça entre as pernas e ficou pensando na loucura que fizera. Como pode sair com uma virgem, gorda, feia e de menor, só podia ser menor de idade, porque até Suzaninha que tinha treze anos não era mais virgem... Seus pensamente eram perturbadores, mais não tanto quanto o que esperava em sua casa. Notou quehavia muito movimento no portão e quando aproximou viu que estava sem saída. Lá estava ela com um jeans apertado, uma blusa larga e cumprida, e um tamanquinho de madeira, talvez o único que podia suportar seu peso.
Do lado esquerdo um oficial de justiça e do outro um casal de gordos que ele deduziu serem os pais daquela massa humana. Começou ódia-la naquele instante. Fizera um favor a ela e oque estava ganhando? Passou por eles e foi direto para a sala onde sua mãe chorava e seu padrasto tinha uma postura cínica e saboreava o prato frio de sua vingança. Todos entraram e a sala parecia pequena pra aquele tanto de gente. Bem, o mal estava feito, ela era menor de idade, uma enorme mulher de quinze anos. Os pais exigiam casamento como retratação, já que ele tinha seus vinte e três anos etrabalhava. O padrasto concordou e até ofereceu o barracão do fundo para eles morarem, coisa que nem era dele. Nem sabia o nome da menina, como podia casar com ela? Ficaria calado e depois fugiria para bem longe e nunca mais voltaria pra sua casa. Não prestou atenção no que eles falavam apenas ficou olhando aquela coitada, desajeitada na sua frente. Nunca, mais é nunca que eu caso com estadeformada! Seu padrasto apertou a mão do pai da moça e deu um beijo quase na boca da menina e todos foram embora e ele saiu pro quarto e deitou olhando pro teto, esperou todos dormirem e pegando sua mochila saiu devagarzinho e foi pra rodoviária e sumiu. Sentou na última poltrona e dormiu, e quando amanhecia o ônibus fez uma parada breve para que os passageiros tomassem café, foi quando ele a viu...
tracking img