A ansiedade e o stress dos técnicos de enfermagem decorrentes da excessiva carga horária de trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4879 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A ANSIEDADE E O STRESS DOS TÉCNICOS DE ENFERMAGEM DECORRENTES DA EXCESSIVA CARGA HORÁRIA DE TRABALHO

Resumo
O presente artigo apresenta um estudo bibliográfico sobre pesquisas que identificam as consequências da ansiedade e do stress ocupacional diante das excessivas jornadas de trabalho dos técnicos de enfermagem no ambiente hospitalar. O objetivo geral foi estudar a ansiedade e o stressoriundo do excesso de jornada de trabalho, através três objetivos específicos: conhecer a origem da ansiedade e do stress ocupacional; identificar os sintomas e suas consequências para a qualidade de vida mediante ao excesso de jornada de trabalho; e conhecer as formas de prevenção e controle da ansiedade e do stress no ambiente hospital. Os resultados da pesquisa bibliográfica mostram que aslongas jornadas podem ocasionar o esgotamento físico e psíquico e provocar acidentes do tipo perfurocortantes, doenças osteo-articulares e sintomas da Síndrome de Burnout. Essas consequências podem levar a uma diminuição da produtividade e um aumento na vulnerabilidade aos vírus e bactérias. Para tentar evitar, controlar e amenizar as consequências do excesso na jornada de trabalho é necessáriomonitorar o estado emocional dos técnicos de enfermagem e adotar estratégias que envolvam os trabalhadores, as equipe e as organizações das entidades hospitalares. As intervenções relacionadas a prevenir situações de stress ocupacional devem se concentrar na melhoria da qualidade de vida do profissional da enfermagem, aberturas de canais de comunicação entre os gestores, equipe e trabalhadores, como demudanças de práticas organizacionais que permitam o aumento dos recursos humanos e sua capacitação continuada.
Palavras Chaves: Ansiedade e stress. Jornada de Trabalho. Enfermagem. Consequências.

1 INTRODUÇÃO

O stress ocupacional não é um fenômeno novo, mas é um problema que vem sendo recentemente estudado de maneira mais efetiva, diante dos desafios de assegurar o ganho produtivo com aqualidade de vida dos trabalhadores. Embora um certo grau de stress seja desejado pelos gestores para estimular a motivação no ambiente de trabalho, ao se ultrapassar certos limites psíquicos e físicos surgem consequências somáticas em forma de patologias como por exemplo a hipertensão e a úlcera. Além, é óbvio, da perda de produtividade e a sobrecarga para os demais colegas de trabalho.
Osprofissionais da saúde que trabalham no ambiente hospitalar estão expostos diariamente a situações de extrema ansiedade e altamente estressantes, geralmente no limite entre a vida e a morte, e isso se reflete no equilíbrio físico e emocional necessário para se garantir um pronto-atendimento de qualidade. Dentre esses profissionais se destaca o trabalho dos profissionais da enfermagem, considerada a‘infantaria’ na guerra do atendimento hospitalar.
A premência do atendimento na enfermagem vem sendo objeto de estudo diante de situações como a flexibilização das relações trabalhistas, a desregulamentação dos direitos sociais e trabalhistas, enxugamento do quadro dos funcionários hospitais, surgimento do subemprego, regime de trabalho com escala extra ou multiemprego, entre outras práticasutilizadas pelos gestores hospitalares. O resultado disso tudo pode ser observado no aumento do número de enfermeiros com alto grau de ansiedade e estresse ocupacional, trazendo danos não só para o próprio trabalhador como para o funcionamento adequado das instituições hospitalares públicas e privadas.
Dentro desse contexto, o presente artigo levantou as seguintes questões: Como se definir atualmente aansiedade e o estresse ocupacional? Quais são os principais fatores que aumentam a ansiedade e o stress no ambiente de trabalho da área da enfermagem diante das longas jornadas de trabalho? Quais as consequências físicas e psíquicas oriundas da ansiedade e do stress ocupacional na vida laboral e pessoal desses profissionais diante dessas jornadas? E como seria a melhor maneira de se controlar...
tracking img