A afetividade no ensino-aprendizagem infantil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4490 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A AFETIVIDADE NO ENSINO-APRENDIZAGEM INFANTIL, SEGUNDO A CONCEPÇÃO DE JEAN PIAGET, VYGOTSKY, MARIA MONTESSORI E HENRI WALLON.

INTRODUÇÃO
O presente artigo tem como objetivo demonstrar a importância da afetividade no processo de ensino-aprendizagem no relacionamento do professor com o aluno.
Pretende-se com esse trabalho demonstrar que a afetividade nesse contexto pode ajudar o aluno a tersucesso na aprendizagem escolar e em seu futuro na fase adulta, pois crescendo e aprendendo com um professor que saiba passar sua didática, criando um ambiente agradável, se sente mais motivado a aprender. Solicita-se que seja percebido o quanto a ligação afetiva na maneira de ensinar do profissional do ensino pode afetar positiva ou negativamente o aprendiz. As pesquisas para a elaboração desseprojeto foram feitas em obras de Antunes, Piaget, Silveira Teles, Deheinzelim, Michael Pollard, Bastos, Henri Wallon e Abigail Alvarenga Mahoney.

RESUMO
Propõe-se através desse projeto, analisar e examinar como tem sido aplicada a afetividade na realização pedagógica entre professor e aluno em sala de aula. Sabe-se que a formação da personalidade é resultado de ajustamentos e ao longo docaminho podem surgir dificuldades no âmbito social do sujeito por causa do mau relacionamento com o ambiente em que ele interage. Logo após seu nascimento, o ser humano apresenta sinais nítidos do comportamento motor, emocional, intelectual e social, como resultado da maturação e da aprendizagem sendo que maturação e a aprendizagem são e estão intensamente ligados. O referido trabalho foi feito atravésde estudos e leituras de pesquisas bibliográficas.
Através desse trabalho pretende-se demonstrar por meio das teorias de Henri Wallon, Lev Vygotsky, Maria Montessori e Jean Piaget, a compreensão e a dimensão afetiva com destaque no desenvolvimento do processo de ensino e aprendizagem. A primeira parte fala sobre o inicio do ensino - aprendizagem no Brasil e em alguns lugares do mundo. Na segunda,a justificativa da escolha do tema a afetividade no processo ensino-aprendizagem. Na terceira os métodos e a conclusão do projeto.

O INICIO DO ENSINO-APRENDIZAGEM NO BRASIL E NO MUNDO
No Egito antigo, ser professor estava ligado á boa oratória e preparava os futuros dirigentes do conselho constituído por nobres.
Na Grécia antiga, um homem culto e completo era preparado para as tarefas dopoder pelo uso da fala na política e das armas de guerra.
A escola de Roma e a Grega eram parecidas e havia muitos mestres promovendo a formação dos futuros dirigentes.
Na Idade Média, a educação tinha por finalidade formar os cristãos e os mestres eram osclérigos, padres das paróquias e dos mosteiros, que nem sempre sabiam ler e escrever e por isso mesmo ,tinham de aprender, já que o analfabetismo era grande naquela época.
Antes, a educação formal era basicamente “aprender a conhecer”, sem aprofundamentos maiores e em algum momento aconteceu a combinação do “aprender a fazer” com o ato de fazer mecanicamente.
No Brasil, a primeira escolanormal foi a da província do Rio de Janeiro, em 1835 e depois dela foram construídas algumas em outros distritos.
A maioria só passou a funcionar regularmente após a Proclamação da República em 1889 e essas escolas eram destinadas somente para alunos do sexo masculino.
Durante o século XX a escola tornou-se promotora da difusão do conhecimento, desenvolvimento social e também cultural da humanidadee por causa disso foi imposta a criação de escolas para todas as crianças.
Com as reformas ocorridas em 1920 trouxeram novos significados para as práticas de ensino e foi atribuído ao educador que formasse crianças e adolescentes para a vida urbana, e trabalho nas indústrias com intuito de promover o desenvolvimento econômico, social e cultural e esse modelo perdurou até 1970.

O USO DO...
tracking img