Zootecnia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 65 (16173 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
COLETÂNEA EM SANEAMENTO AMBIENTAL
Série Temática
Resíduos Sólidos e Geotecnia
Ambiental

REMEDIAÇÃO IN SITU DE SOLOS E ÁGUAS SUBTERRÂNEAS CONTAMINADOS
POR LÍQUIDOS ORGÂNICOS NÃO MISCÍVEIS EM ÁGUA (NAPLs)
CELINA AÍDA BITTERCOURT SCHMIDT
Volume 1

2010
1

EXPEDIENTE
Reitor
Ricardo Vieiralves de Castro
Vice-reitora
Maria Christina Paixão Maioli
Sub-reitoria de Graduação
LenáMedeiros de Menezes
Sub-reitoria de Pós-graduação e Pesquisa
Monica da Costa Pereira Lavalle Heilbron
Sub-reitoria de Extensao e Cultura
Regina Lúcia Monteiro Henriques
Centro de Tecnologia e Ciências
Maria Georgina Muniz Washington
Faculdade de Engenharia
Maria Eugenia de las Mercedes Mosconi de Gouvêa
EDITORES
Thereza Christina de Almeida Rosso

Gandhi Giordano

Editor AssociadoElizabeth Ritter
Ana Cristina Castro F. Sieira

Editoração Eletrônica
Marco Antonio Perna

2

E-BOOK

Remediação in situ de solos e águas subterrâneas contaminados por
líquidos orgânicos não miscíveis em água (NAPLs)
SCHMIDT, Celina Aída Bittencourt.
Série Temática: Resíduos Sólidos e Geotecnia Ambiental – Volume 1
Rio de Janeiro: COAMB / FEN / UERJ / 2010.
62 p.
1. Solo, 2.Contaminação, 3. Compostos orgânicos. 4. Remediação.
Editores – ROSSO, Thereza Christina de Almeida; GIORDANO, Gandhi.
Editor Associado – RITTER, Elizabeth, SIEIRA, Ana Cristina Castro F.
ISSN - XXXX-XXXX
ISBN: XX-XX-XXXXX-XX-X CDD XXX.XX

3

Série Temática: Recursos Hídricos e
Saneamento ANO I – 2010 - Volume 1
SCHMIDT, C. A. B.

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO........................................................................................... 5
2. RELEVÂNCIA ............................................................................................. 8
3. COMPOSTOS ORGÂNICOS NÃO MISCÍVEIS ................................................ 9
3.1.

Propriedades físico-químicas de compostos orgânicos NAPLs .....13

4. CONTAMINAÇÃO POR LÍQUIDOS NÃO MISCÍVEIS EM ÁGUA................... 19
4.1.

Migração de líquidos não miscíveis nos solos ..............................20

5. REMEDIAÇÃO

DE

AQUÍFEROS

CONTAMINADOS

POR

COMPOSTOS

ORGÂNICOS NÃO MISCÍVEIS EM ÁGUA (NAPLS) .................................... 23
5.1.

Introdução ..................................................................................23

5.2.

Escolha da(s) técnica(s) de remedição.......................................25

5.4.

Classificação das técnicas ...........................................................29

6. PRINCIPAIS TÉCNICAS DE REMEDIAÇÃO IN SITU ................................... 29
6.1.

Bombeamento (“PUMP AND TREAT”) ..........................................29

6.2.

Técnicas de extração de vapores do solo (SVE/Air Sparging) .....31

6.3.Técnicas de biorremediação ........................................................35

6.3.2. Biorremediação Intrínseca ...........................................................41
6.4.

Técnicas de embebição e lavagem do solo in situ........................41

6.6.

Métodos eletrocinéticos ..............................................................48

6.7.

Atenuação naturalmonitorada ....................................................52

6.8.

Outros métodos ..........................................................................54

7. CONSIDERAÇÕES FINAIS ........................................................................ 55
8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E BIBLIOGRAFIA CONSULTADA ............ 59

4

Série Temática: Recursos Hídricos eSaneamento ANO I – 2010 - Volume 1
SCHMIDT, C. A. B.

1. INTRODUÇÃO

Embora já se reportem em congressos casos de contaminação de aqüíferos desde o
início da década de 1960, o assunto passou a ganhar maior importância no meio técnico e
científico a partir da década de 1980. A contaminação dos solos e águas subterrâneas
constitui-se hoje em uma das grandes preocupações dos profissionais...
tracking img